Quinta-feira da quarta semana da Quaresma

Hoje é dia quatro de abril, quinta-feira da quarta semana da quaresma.

É importante que a tua oração tenha horizontes largos.
Não deixes que seja uma oração apenas de “ao pé da porta”,
centrada em ti, nos teus problemas e naqueles que amas.
Olha mais longe,
alarga o teu coração à dimensão do mundo,
com as suas alegrias tragédias e pecados...
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 5, 31-40]

Jesus disse aos judeus:
«Se Eu der testemunho de Mim mesmo,
o meu testemunho não será considerado verdadeiro.
É outro que dá testemunho de Mim
e Eu sei que o testemunho que Ele dá de Mim é verdadeiro.
Vós mandastes emissários a João Batista e ele deu testemunho da verdade.
Não é de um homem que Eu recebo testemunho,
mas digo-vos isto para que sejais salvos.
João era uma lâmpada que ardia e brilhava
e vós, por um momento, quisestes alegrar-vos com a sua luz.
Mas Eu tenho um testemunho maior que o de João,
pois as obras que o Pai Me deu para consumar
– as obras que realizo –
dão testemunho de que o Pai Me enviou.
E o Pai, que Me enviou, também Ele deu testemunho de Mim.
Nunca ouvistes a sua voz, nem vistes a sua figura
e a sua palavra não habita em vós,
porque não acreditais n’Aquele que Ele enviou.
Examinais as Escrituras,
pensando encontrar nelas a vida eterna;
são elas que dão testemunho de Mim
e não quereis vir a Mim para encontrar essa vida.

“Se Eu der testemunho de Mim mesmo, o meu testemunho não será considerado verdadeiro.”
Há sempre o risco de te endeusares, ficando prisioneiro de preconceitos e esquemas, sem disponibilidade para conversar e aceitar outras perspetivas além da tua. Mas, se agires assim, como podes saber que não vives numa ilusão?

São muitas as testemunhas a favor de Jesus: João Batista, que anuncia o Messias já presente no meio dos homens; as obras que o próprio Jesus realiza; Deus Pai; as Escrituras, que se cumprem na pessoa de Jesus.
Em cada dia, há toda uma série de sinais que te ajudam a tomar consciência se andas ou não a sintonizar os caminhos de Deus.

Escuta novamente o Evangelho.
“Não quereis vir a Mim para encontrar a vida.” Não desistas de participar na Eucaristia dominical. Aqui, o mistério pascal permanece operativo, atual e Jesus comunica-te a sua vida.

Termina esta oração pedindo a graça de colocares a Jesus no centro da tua vida. Só assim podes corresponder aos teus anseios mais profundos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.