Quinta-feira da quarta semana da Quaresma

Hoje é dia quinze de março, quinta-feira da quarta semana da Quaresma. 

A Escritura é-te apresentada como um campo, um terreno,
no qual desejas edificar uma casa,
isto é, a tua própria vida.
Não te limites à superfície, não te contentes com o imediato:
procura assentar bem os alicerces, 
discernir os sinais,
compreender os sentidos e significados;
e que o Espírito do Senhor te conduza
na difícil arte do discernimento. 

 

Escuta esta passagem do Livro do Êxodo. [L1 Ex 32, 7-14]. 

O Senhor falou a Moisés, dizendo:
«Desce depressa,
porque o teu povo, que tiraste da terra do Egito, corrompeu-se.
Não tardaram em desviar-se do caminho que lhes tracei.
Fizeram um bezerro de metal fundido,
prostraram-se diante dele,
ofereceram-lhe sacrifícios e disseram:
‘Este é o teu Deus, Israel,
aquele que te fez sair da terra do Egito’».
O Senhor disse ainda a Moisés:
«Tenho observado este povo: é um povo de dura cerviz.
Agora deixa que a minha indignação se inflame contra eles e os destrua.
De ti farei uma grande nação».
Então Moisés procurou aplacar o Senhor seu Deus, dizendo:
«Por que razão, Senhor,
se há de inflamar a vossa indignação contra o vosso povo,
que libertastes da terra do Egito
com tão grande força e mão tão poderosa?
Porque hão de dizer os egípcios:
‘Foi com má intenção que o Senhor os fez sair,
para lhes dar a morte nas montanhas
e os exterminar da face da terra’?
Abandonai o furor da vossa ira
e desisti do mal contra o vosso povo.
Lembrai-Vos de Abraão, de Isaac e de Israel, vossos servos,
a quem jurastes pelo vosso nome:
‘Farei a vossa descendência tão numerosa como as estrelas do céu
e dar-lhe-ei para sempre em herança
toda a terra que vos prometi’».
Então o Senhor desistiu do mal
com que tinha ameaçado o seu povo. 

 

O povo fez de um bezerro de ouro o seu ídolo. Um ídolo que podia tocar e manipular.
Agradece a Deus a infinidade do seu amor, sobre o qual jamais poderás ter a última palavra. Agradece a Deus a sua indizível grandeza, que te impede de manipular as pessoas, criadas à sua imagem e semelhança. 

Moisés recorda a Deus uma aliança selada na relação tu a tu com o seu servo. 
Fazes parte da aliança de Deus com o mundo. Recorda essa dádiva gratuita e pede ao Senhor que te mostre onde podes tornar mais visível essa aliança de misericórdia. 

Escuta a passagem do livro do Êxodo e repara no modo sincero como Moisés se dirige a Deus. Pede a graça de ousares a mesma sinceridade com o Senhor. 

Recorda todos os teus antepassados na fé, os mais próximos e os mais remotos, e agradece a Deus o tesouro renovado da tua relação com Ele. 

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.