Quinta-feira da quinta semana da quaresma

Hoje é dia onze de abril, quinta-feira da quinta semana da quaresma.

Onde estiveres, agradece ao Senhor estes minutos de oração. É sempre bom agradecer, porque cria em ti uma atitude desprendida das tuas preocupações imediatas... Agradecer é libertador, faz-te sair do círculo da tua importância e coloca-te em relação com aquele a quem agradeces. Hoje, agradece de modo particular a vida e o testemunho dos teus irmãos perseguidos por causa da fé em Jesus Cristo. Eles podem ser a luz que ilumina os teus passos vacilantes no seguimento de Jesus. Agradece também pelos voluntários que vão em socorro destes irmãos e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Livro do Génesis. [L1 Gen 17, 3-9]

Abrão caiu de rosto por terra e Deus falou-lhe assim: «Esta é a minha aliança contigo: Serás pai de um grande número de nações. Já não te chamarás Abrão, mas Abraão será o teu nome, porque farei de ti o pai de um grande número de nações. Farei que tenhas incontável descendência que dês origem a povos e de ti sairão reis. Estabelecerei a minha aliança contigo e com a tua descendência, de geração em geração. Será uma aliança perpétua, para que Eu seja o teu Deus e o Deus dos teus futuros descendentes. A ti e à tua futura descendência darei a terra em que tens habitado como estrangeiro, toda a terra de Canaã, em posse perpétua. Serei o vosso Deus». Deus disse ainda a Abraão: «Guardarás a minha aliança, tu e a tua descendência futura de geração em geração».

Pontos de oração

É sempre o Senhor quem toma iniciativa e quem chama. O teu Deus é um Deus que avidamente te procura e quer fazer aliança contigo, ou seja, quer compromisso, relação. Quer ser o teu Deus e que tu sejas aquele em quem pode colocar a sua confiança.

“Já não te chamarás Abrão, mas Abraão”. O Senhor transforma quem chama, dá-lhe um nome novo, uma vida nova. Como vives a tua relação com Deus? Procuras dar-Lhe espaço no teu dia a dia? Ele quer transformar a tua vida para poder fazer nascer de ti uma grande nação.

Escuta novamente o Livro do Génesis e pede com confiança a graça de desejares uma maior amizade com Deus.

Uma forma de viver na presença do Senhor é rezar pelo seu povo perseguido em todo mundo. Ao terminares a tua oração, lembra-te desta grande nação de perseguidos pela sua fé em Jesus e pede ao Senhor que tenham a graça da coragem e da consolação no meio das inúmeras dificuldades.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.