Quinta-feira da sétima semana do tempo pascal

Hoje é dia doze de maio, quinta-feira da sétima semana do tempo pascal.

Estás a escutar The Lea Rig, numa interpretação de Aryeh Frankfurter e Lysa Lynne.

“Concedei, Senhor, aos vossos fiéis os dons do Espírito Santo...”.
Assim começa a oração colecta da missa de hoje. 
Começa também tu estes minutos de oração pedindo ao Senhor
os dons do Espírito Santo. 
Que os possas experimentar no próximo domingo, 
na solenidade do Pentecostes. 
E que eles sejam a luz dos teus passos, 
todos os dias da tua vida, 
sobretudo nos momentos mais escuros. 
Pedindo esta graça ao Espírito Santo... dá início à tua oração.  

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 17, 20-26]

Jesus ergueu os olhos ao Céu e disse:
«Pai santo,
não peço somente por eles,
mas também por aqueles que vão acreditar em Mim
por meio da sua palavra,
para que eles sejam todos um,
como Tu, Pai, o és em Mim e Eu em Ti,
para que também eles sejam um em Nós
e o mundo acredite que Tu Me enviaste.
Eu dei-lhes a glória que Tu Me deste,
para que sejam um, como Nós somos um:
Eu neles e Tu em Mim,
para que sejam consumados na unidade
e o mundo reconheça que Tu Me enviaste e que os amaste como a Mim. 
Pai, quero que onde Eu estou,
também estejam comigo os que Me deste,
para que vejam a minha glória, a glória que Me deste,
por Me teres amado antes da criação do mundo.
Pai justo, o mundo não Te conheceu, 
mas Eu conheci-Te e estes reconheceram que Tu Me enviaste.
Dei-lhes a conhecer o teu nome e dá-lo-ei a conhecer,
para que o amor com que Me amaste esteja neles
e Eu esteja neles».

 

Pontos de oração

Jesus pede ao Pai pela união dos seus discípulos, para que o Mundo acredite. Medita durante uns instantes na importância que tem, para o mundo de hoje, que os cristãos saibam dar testemunho de comunhão. 

A união dos cristãos vem da comunhão com Deus. Pede-Lhe esse dom para a tua vida, nas situações concretas que vives.  

Reza, de novo, com a oração de Jesus. 

 

Colóquio final

Termina a tua oração entregando a Deus todas as divisões que existem na Igreja e entre os cristãos, sobretudo as divisões que conheces, aquelas em que estás envolvido. Pede-Lhe o dom da união. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.