Quinta-feira da sétima semana do Tempo Pascal

Hoje é dia dezassete de maio, quinta-feira da sétima semana do Tempo Pascal. 

Estás prestes a iniciar o teu momento de oração.
Une-te ao Senhor Ressuscitado, 
caminho da vida real e pascal.
Ele conduz os teus passos para a esperança do tempo
e para a comunhão do espaço
com todos os irmãos que se cruzam contigo.
Apresenta a tua oração ao Senhor,
e deixa que esta suscite em ti a fraternidade e o perdão,
pois tudo o que sobe tem de convergir.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 17, 20-26]

Jesus ergueu os olhos ao Céu e disse:
«Pai santo,
não peço somente por eles,
mas também por aqueles que vão acreditar em Mim
por meio da sua palavra,
para que eles sejam todos um,
como Tu, Pai, o és em Mim e Eu em Ti,
para que também eles sejam um em Nós
e o mundo acredite que Tu Me enviaste.
Eu dei-lhes a glória que Tu Me deste,
para que sejam um, como Nós somos um:
Eu neles e Tu em Mim,
para que sejam consumados na unidade
e o mundo reconheça que Tu Me enviaste
e que os amaste como a Mim.
Pai, quero que onde Eu estou,
também estejam comigo os que Me deste,
para que vejam a minha glória, a glória que Me deste,
por Me teres amado antes da criação do mundo.
Pai justo, o mundo não Te conheceu,
mas Eu conheci-Te
e estes reconheceram que Tu Me enviaste.
Dei-lhes a conhecer o teu nome
e dá-lo-ei a conhecer,
para que o amor com que Me amaste esteja neles
e Eu esteja neles». 

 

Jesus diz que deu o Pai a conhecer aos discípulos. Para que o amor com que o Pai  amou Jesus também esteja nos discípulos.
Jesus quer que nós sejamos um como Ele e o Pai são um. Deves ser um com os teus irmãos.

Na sua oração, Jesus pede por ti quando diz: "Pai Santo, peço-Te por aqueles que vão acreditar em Mim".
Queres agradecer-Lhe estas palavras? Põe-te na cena, imagina Jesus a dizer isto e a pensar em ti e dá-Lhe a mão.

Ouve o Evangelho outra vez. Imagina Jesus na última ceia com os discípulos, a falar-lhes. 

 

Parece-te fácil seres um com os teus irmãos? O que quererá isso dizer? Como se aplicará no concreto da tua vida? Reza um pouco sobre isso. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.