Quinta-feira da Trigésima semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e sete de Outubro, quinta-feira da Trigésima semana do Tempo Comum. 

Durante os próximos momentos, 
procura deixar de lado as preocupações do teu dia. 
Algumas serão importantes, 
outras nem tanto. 
Todas elas têm o seu lugar. 
Mas agora é tempo para dares lugar ao Senhor. 
Fica na sua presença, 
escuta a sua Palavra ... 
e deixa que esta seja luz para os teus caminhos. 
Assim, com este desejo a habitar a tua intimidade, vale a pena começares a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 13, 31-35]

Aproximaram-se alguns fariseus, que disseram a Jesus: 
«Vai-te daqui, porque Herodes quer matar-te».
Jesus respondeu-lhes:
«Ide dizer a essa raposa:
Eu expulso demónios e realizo curas hoje e amanhã;
ao terceiro dia chego ao meu  fim.
Mas hoje, amanhã e depois de amanhã,
devo seguir o meu caminho,
porque não é possível que um profeta
morra fora de Jerusalém.
Jerusalém, Jerusalém,
que matas os profetas
e apedrejas aqueles que te são enviados,
quantas vezes Eu quis reunir os teus  filhos,
como a galinha recolhe os pintainhos debaixo das suas asas! 
Mas vós não quisestes.
Pois bem. A vossa casa vai  ficar abandonada.
E Eu vos digo:
Não voltareis a ver-Me, até chegar o dia em que direis: 
‘Bendito o que vem em nome do Senhor!’». 

 

Pontos de oração

O evangelho de hoje faz-nos sentir o ambiente ameaçador em que Jesus vivia e trabalhava. Herodes, o mesmo que tinha mandado assassinar João Batista, queria agora matar Jesus. Sendo avisado disto mesmo, Jesus mantém-se firme no anúncio do Reino de seu Pai. É livre em relação às ameaças e opiniões dos outros. 
E tu? És fiel às tuas escolhas e compromissos?

Jesus chorará por causa de Jerusalém. Este seu lamento profundo evoca a liberdade de Deus em querer oferecer o seu amor. Mas evoca também a resistência das autoridades de Jerusalém em acolher esse dom do Senhor. Preferiram seguir os seus interesses. Por isso, mataram os mensageiros e matarão Jesus. Estás disponível para acolher o amor de Deus?

Ao escutares de novo este texto, repara que Jesus diz: “hoje, amanhã e depois de amanhã, devo seguir o meu caminho”. Quem determina os prazos e a hora é Deus e não o poder dos homens.

 

Colóquio final

Ao terminares a tua oração, pede que Jesus te ajude a acolher o Seu amor e a viver nessa certeza de que nada nos pode separar do amor de Deus.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.