Quinta-feira da vigésima sexta semana do tempo comum

Hoje é dia três de outubro, quinta-feira da vigésima sexta semana do tempo comum.

Durante alguns momentos, deixa-te ficar em silêncio interior. Toma consciência de estares na presença de Deus, envolvido pelo seu amor que te cura e salva. Procura que esta sensação se prolongue, mesmo se os teus pensamentos parecem andar longe de Deus. Deixa-te ficar... e vai procurando reconduzir os teus pensamentos ao essencial: Deus, presente em ti e à tua volta... tu, mergulhado em Deus como num oceano de bondade. E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Salmo vinte e nove. [Sl 18 B (19 B), 8.9.10.11]

A lei do Senhor é perfeita, ela reconforta a alma; as ordens do Senhor são firmes, dão sabedoria aos simples. Os preceitos do Senhor são rectos e alegram o coração; Os mandamentos do Senhor são claros e iluminam os olhos. O temor do Senhor é puro e permanece eternamente; os juízos do Senhor são verdadeiros, todos eles são retos. Aceitai as palavras da minha boca e os pensamentos do meu coração estejam na vossa presença: Vós, Senhor, sois o meu amparo e redentor.

O salmo de hoje diz: «as ordens do Senhor são firmes, dão sabedoria aos simples». Jesus é muito claro sobre o que quer que façamos: alimentar os que têm fome, vestir os nus, visitar os doentes e os presos. Fazes pelo menos alguma destas coisas? Queres rezar sobre isto?

Sabes que as obras de caridade são uma condição fundamental para chegares ao Céu? No Evangelho, Jesus diz que quem não olhou para as necessidades do seu irmão mais desfavorecido não vai para o Céu. Tu queres ir para o Céu?

Vais ouvir o salmo outra vez. Presta atenção ao começo, onde o salmista diz que as ordens do Senhor dão sabedoria aos simples.

Acabaste de ouvir que as ordens do Senhor dão sabedoria aos simples. É porque as ordens do Senhor são muito simples: sermos sensíveis aos mais desfavorecidos e prestarmos-lhes a nossa assistência. Fazes isto? Conversa com Jesus sobre esta matéria. Achas que Ele está contente contigo?

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.