Quinta-feira, memória litúrgica de Santo Atanásio

Hoje é dia dois de maio, quinta-feira, memória litúrgica de Santo Atanásio.

“A toda a hora bendirei o Senhor...”. Podes pensar nesta afirmação do salmista como um desejo mais do que uma realidade. Se amas o Senhor, se reconheces com gratidão tudo quanto Ele faz por ti, é natural que sintas o desejo de O louvar sempre. Mas não é menos natural que as ocupações do teu dia sejam o centro dos teus cuidados e te façam esquecer a presença de Deus e o seu louvor. Se for esse o caso, não te deixes abater. Pede ao Senhor que alimente o teu desejo de ficares na sua presença e com este pedido começa a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 3, 31-36]

Jesus disse a Nicodemos: «Aquele que vem do alto está acima de todos; quem é da terra, à terra pertence e da terra fala. Aquele que vem do Céu dá testemunho do que viu e ouviu; mas ninguém recebe o seu testemunho. Quem recebe o seu testemunho confirma que Deus é verdadeiro. De facto, Aquele que Deus enviou diz palavras de Deus, porque Deus dá o Espírito sem medida. O Pai ama o Filho e entregou tudo nas suas mãos. Quem acredita no Filho tem a vida eterna. Quem se recusa a acreditar no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele».

Podemos imaginar o espanto de Nicodemos ao receber, naquela noite, todos estes ensinamentos. E estes ensinamentos são para nós, que temos resistências em aceitar Jesus como único e verdadeiro caminho. Dividimos, adiamos, arranjamos alternativas. Mas, “Aquele que Deus enviou diz palavras de Deus, porque Deus dá o Espírito sem medida”. Que quer dizer isto?

"Deus dá o Espírito sem medida". Por isso, Jesus não é um enviado subalterno. É o próprio Deus que vem com todo o Espírito do Pai, não apenas numa certa medida. Repara se não te acontece, por vezes, pensar Cristo como um deus mais pequeno…

Escuta de novo o Evangelho. E fica a meditar nas seguintes frases: “o Pai ama o Filho e entregou tudo nas suas mãos”. “Quem acredita no Filho tem a vida eterna”.

Terminando este tempo de oração, agradece o dom da fé em Jesus Cristo; pede para ti a perseverança e para os não-crentes a vontade de experimentar a luz que vem do Evangelho.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.