Quinto domingo do tempo comum

Hoje, a Igreja celebra o quinto domingo do tempo comum. 

A oração é talvez a dimensão mais vital da vida do cristão.
É a necessidade de criar espaços e ritmos, 
de recolher as palavras e os sinais,
de encontrar os irmãos num mesmo louvor.
Talvez a vocação do cristão,
a sua peculiaridade, o seu contributo
esteja nesta abertura, neste respiro de Graça
no seio de uma sociedade marcada por rotinas mecânicas e desumanas.
O domingo é o símbolo por excelência desta Graça.
Começa assim a tua oração. 
E hoje, se puderes,
dedica-lhe um tempo maior,
com o silêncio ou com as palavras que o teu coração pedir.

 

Vais ouvir o salmo 111. É um elogio do homem justo e piedoso, cuja vida reflete a luz de Deus. Evoca a felicidade daqueles que, pela sua comunhão com Cristo, são herdeiros das bênçãos da Nova Aliança. 

Salmo 111 (112), 4-5.6-7.8a e 9
Brilha aos homens retos, como luz nas trevas,
o homem misericordioso, compassivo e justo.
Ditoso o homem que se compadece e empresta
e dispõe das suas coisas com justiça.

Este jamais será abalado;
o justo deixará memória eterna.
Ele não receia más notícias:
seu coração está firme, confiado no Senhor.

O seu coração é inabalável, nada teme;
reparte com largueza pelos pobres,
a sua generosidade permanece para sempre
e pode levantar a cabeça com altivez.

 

Pontos de oração

O salmista canta a vida do homem justo. A sua felicidade vem da fidelidade ao Senhor, de quem adquire os traços no modo de agir.
- Ditoso o homem que se compadece e empresta e dispõe das suas coisas com justiça.
- O seu coração está firme, confiado no Senhor.
- Reparte com largueza pelos pobres, a sua generosidade permanece para sempre.

Ser cristão é ser sal da terra e luz do mundo, como ensina Jesus. É dar ao mundo um outro sabor, que traz os traços da vida de Jesus. É ainda dar a luz da misericórdia de Deus quando se procede com mansidão e justiça. 
Como tens sido cristão no mundo? 

As palavras sem as obras perdem a sua força. É no agir concreto que a fé se testemunha. Na repetição do salmo, toma consciência do convite que Jesus te faz de O imitares na vida quotidiana. 

Jesus precisa de ti. Conta com a tua colaboração na construção do Reino e pede-te para dares bom testemunho diante dos outros. 
Ao terminares esta oração, pensa como podes participar mais na vida da comunidade eclesial que te rodeia. 

 

Oração final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.