Segunda-feira da décima segunda semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte de junho, segunda-feira da décima segunda semana do Tempo Comum.

Pode acontecer que, às vezes, não tenhas vontade de rezar, mas a oração é o respirar da vida de cada cristão. 
Às vezes, podes achar que não tens palavras importantes para dizer a Deus, ou então que já não sentes nada quando rezas. Não importa. O que importa é dar tempo ao Senhor, na certeza da sua presença e do seu amor. 
Oferece-Lhe estes minutos que vais dedicar à oração para o que Ele quiser. Assim, com um coração pronto e disponível, vale a pena começares a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo são Mateus. [Ev Mt 7, 1-5]

Disse Jesus aos seus discípulos: 
«Não julgueis e não sereis julgados. 
Segundo o julgamento que fizerdes sereis julgados, 
segundo a medida com que medirdes vos será medido. 
Porque olhas o argueiro
que o teu irmão tem na vista
e não reparas na trave que está na tua? 
Como poderás dizer a teu irmão: 
‘Deixa-me tirar o argueiro que tens na vista’, 
enquanto a trave está na tua? 
Hipócrita, tira primeiro a trave da tua vista
e então verás bem para tirar o argueiro da vista do teu irmão».

 

Pontos de oração

“Ama o próximo como a ti mesmo”, diz Jesus noutra passagem. Ou seja, sê compreensivo com o outro – e também contigo. Tenta perceber as suas razões, as suas motivações, os seus problemas. 

A proposta é clara: deixa de condenar o próximo; abdica de juízos precipitados. Em vez disso, preocupa-te em ser coerente, em fazer melhor. E, se vires algo que reprovas, em vez de apontar o dedo, mostra uma direção. E grava isso no coração, para que não o repitas tu.

Vais ouvir de novo o Evangelho. Tenta captar o tom de voz de Jesus. Se ao início parece suave, no fim não deixa dúvidas: as suas palavras são severas. Ele bem sabe quão destrutivos podem ser os nossos julgamentos. 

 

Colóquio final

Pede perdão a Deus se tens gastado energias a condenar os outros. Pede luz para reconheceres a tuas sombras. Agradece por elas: quanto mais humilde, mais compassivo serás.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.