Segunda-feira da primeira semana da Quaresma

Hoje é dia dezanove de fevereiro, segunda-feira da primeira semana da Quaresma.

Hoje, começa a tua oração
reconhecendo todos os dons e todas as graças
presentes na tua vida.
E acolhe este convite expresso por Gregório de Nazianzo, 
em pleno século quarto:
«Reconhece de onde te vem a existência, 
a respiração, a inteligência, a sabedoria.
Reconhece de quem te vem a felicidade
de poder contemplar a beleza dos céus,
o curso do sol, a órbita da lua,
o número imenso das estrelas.
Quem te dá as artes, as casas, 
a amizade e a alegria da vida familiar?». 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 25, 31-40]

Disse Jesus aos seus discípulos:
«Quando o Filho do homem vier na sua glória
com todos os seus Anjos,
sentar-Se-á no seu trono glorioso.
Todas as nações se reunirão na sua presença
e Ele separará uns dos outros,
como o pastor separa as ovelhas dos cabritos;
e colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda.
Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita:
‘Vinde, benditos de meu Pai;
recebei como herança o reino
que vos está preparado desde a criação do mundo.
Porque tive fome e destes-Me de comer;
tive sede e destes-Me de beber;
era peregrino e Me recolhestes;
não tinha roupa e Me vestistes;
estive doente e viestes visitar-Me;
estava na prisão e fostes ver-Me’.
Então os justos Lhe dirão:
‘Senhor, quando é que Te vimos com fome
e Te demos de comer,
ou com sede e Te demos de beber?
Quando é que Te vimos peregrino e Te recolhemos,
ou sem roupa e Te vestimos?
Quando é que Te vimos doente ou na prisão e Te fomos ver?’.
E o Rei lhes responderá:
‘Em verdade vos digo: Quantas vezes o fizestes
a um dos meus irmãos mais pequeninos,
a Mim o fizestes’.

 

No juízo final, as ovelhas são separadas para a direita e os cabritos para a esquerda. Na Bíblia, a direita é o lugar de honra, correspondente a uma maior intimidade. Fazeres parte das ovelhas ou dos cabritos, ficares à direita ou à esquerda do Rei depende do teu procedimento.

O juízo final será feito com base na solidariedade para com os frágeis: os que têm fome e sede, os que não têm teto nem que vestir, os que se encontram nos hospitais e nas prisões sem que os visitem. São João da Cruz diz que, no fim, cada um será julgado exclusivamente com base no amor. 
Procura não desperdiçar nenhuma ocasião para amar os mais pequenos dos teus irmãos. 

Surpresa das surpresas: sentado no seu trono de glória, o Rei identifica-se com os mais pequenos: torna-os participantes do seu trono! 
Muito mais que o cumprimento de preceitos religiosos, o Rei pede-te que acolhas os mais pequenos. Comungas o Rei na Eucaristia e quando O acolhes nos necessitados. 

Pede a graça de cultivares, no dia a dia, a tua comunhão com o Senhor. Procura ter mais atenção para com os mais necessitados, com quem o Senhor Se identifica. 

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.