Segunda-feira da segunda semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e um de janeiro, segunda-feira da segunda semana do tempo comum.

Por alguns momentos,
deixa os teus cansaços de lado.
Procura na fonte da oração
a água límpida que refresca a tua alma e o teu corpo
e te liberta da poluição interior,
capaz de matar em ti toda a beleza e todos os desejos de santidade.
Deixa-te mergulhar na torrente de amor que é o próprio Deus em ti,
e fica na sua presença.
Acolhe o teu Deus, louva-O e agradece-Lhe.
Diz-lhe:
“Senhor, meu Deus, em vós ponho a minha confiança e nada temo”...
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 2, 18-22]

Os discípulos de João e os fariseus guardavam o jejum.
Vieram perguntar a Jesus:
«Por que motivo jejuam os discípulos de João e os fariseus
e os teus discípulos não jejuam?».
Respondeu-lhes Jesus:
«Podem os companheiros do noivo jejuar,
enquanto o noivo está com eles?
Enquanto têm o noivo consigo, não podem jejuar.
Dias virão em que o noivo lhes será tirado;
nesses dias jejuarão.
Ninguém põe remendo de pano novo em vestido velho,
porque o remendo novo arranca parte do velho e o rasgão fica maior.
E ninguém deita vinho novo em odres velhos,
porque o vinho acaba por romper os odres e perdem-se o vinho e os odres.
Para vinho novo, odres novos».

Nós vivemos depois da morte e ressurreição de Jesus. Sabemos que Ele está sempre connosco, de muitos modos, de diferentes maneiras. Mas agora é o tempo de orar e jejuar com perseverança e audácia.
Tens gosto pelo jejum, não só da comida e da bebida, mas da crítica, dos maus pensamentos, de atitudes comodistas e egoístas? Descobre o teu jejum.

Pensa bem e reflete se não te falta a prática do jejum, quando tantos morrem de fome e tantos comem e bebem demais. E não sentes o desejo de jejuar de palavras inúteis e vãs? E não gostarias de jejuar de costumes e hábitos comodistas? Examina-te e vê onde estão o teu coração e a tua mente.

Ouve novamente o Evangelho, escuta com toda a alma e todo o coração os apelos de Jesus e pede a graça de os colocar em prática.

Na intimidade com Jesus, pede-Lhe a graça de te deixares converter a fazer um jejum eficaz e frutuoso.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.