Segunda-feira da sexta semana do Tempo Comum

Hoje é dia dezoito de fevereiro, segunda-feira, memória litúrgica de São Teotónio.

Procura um lugar onde possas encontrar-te sossegadamente com Deus.
Se não puder ser exteriormente,
procura esse lugar interior
onde és capaz de ficar tranquilamente na presença do Senhor.
Se o encontrares,
deixa-te ficar aí o tempo que precisares
para acalmar os teus pensamentos e pôr em ordem as tuas emoções.
Se não conseguires,
entrega tudo nas mãos do Senhor Jesus ressuscitado...
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Salmo quarenta e nove. [Salmo 49 (50)]

Falou o Senhor, Deus soberano,
e convocou a terra do Oriente ao Ocidente.
«Não é pelos sacrifícios que Eu te repreendo:
os teus holocaustos estão sempre na minha presença.
Como falas tanto na minha lei
e trazes na boca a minha aliança,
tu que detestas os meus ensinamentos
e desprezas as minhas palavras?
Sentas-te a falar contra o teu irmão e difamas os filhos da tua mãe.
Fizeste isto e Eu calei-me.
Pensaste que Eu era como tu,
hei de acusar-te e lançar-te tudo no rosto».

O Senhor pede-te muito claramente que não permitas a duplicidade na tua vida. Se queres ser de Deus, não te deixes enredar na calunia. Se queres ser de Deus, não tragas o Evangelho e a fé nas palavras, desmentindo-os com a tua vida.

O Senhor adverte-te: procedeste mal “e Eu calei-me." É impressionante a delicadeza de Deus. Se lhe viras as costas, Ele sofre, e muito, mas respeita. E basta um qualquer sinal teu a querer voltar, e Ele rodeia-te de mil carinhos.

Mantém o teu plano diário de orações. Porém, lembra-te que o ideal cristão não é acumular devoções mas amar cada vez mais.

Nada justifica que fales mal de ninguém, muito menos nas suas costas. Tenta diariamente merecer que o Senhor possa dizer: "Sentas-te a falar a favor do teu irmão".

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.