Segunda-feira da oitava semana do Tempo Comum

Hoje é dia quatro de março, segunda-feira da oitava semana do tempo comum.

Começa esta oração louvando o Senhor.
Podes louvá-Lo por tudo quanto tens recebido do seu amor.
Mas, se te parecer bem,
começa por louvá-Lo simplesmente por Ele mesmo,
porque é Deus, bom, grande, eterno...
Ele é o princípio e o fim de todas as coisas.
Ele enviou o seu Filho Jesus para salvar a humanidade,
para te salvar.
Ele dá o seu Espírito Santo sem medida.
Toma consciência de como Deus é estranho às nossas medidas e cálculos.
Diz a ti mesmo: “O louvor do Senhor permanece para sempre”.
E deixa que esta certeza alimente a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 10, 17-27]

Jesus ia pôr-Se a caminho,
quando um homem se aproximou correndo,
ajoelhou diante d’Ele e Lhe perguntou:
«Bom Mestre, que hei de fazer para alcançar a vida eterna?».
Jesus respondeu:
«Porque Me chamas bom? Ninguém é bom senão Deus.
Tu sabes os mandamentos:
‘Não mates; não cometas adultério; não roubes;
não levantes falso testemunho; não cometas fraudes; honra pai e mãe’».
O homem disse a Jesus:
«Mestre, tudo isso tenho eu cumprido desde a juventude».
Jesus olhou para ele com simpatia e respondeu:
«Falta-te uma coisa:
vai vender o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu.
Depois, vem e segue-Me».
Ao ouvir estas palavras,
o homem ficou abatido e retirou-se pesaroso,
porque era muito rico.
Então Jesus, olhando à sua volta, disse aos discípulos:
«Como será difícil para os que têm riquezas entrar no reino de Deus!».
Os discípulos ficaram admirados com estas palavras.
Mas Jesus afirmou-lhes de novo:
«Meus filhos, como é difícil entrar no reino de Deus!
É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha
do que um rico entrar no reino de Deus».
Eles admiraram-se ainda mais e diziam uns aos outros:
«Quem pode então salvar-se?».
Fitando neles os olhos, Jesus respondeu:
«Aos homens é impossível, mas não a Deus,
porque a Deus tudo é possível».

Jesus vai pôr-Se a caminho quando alguém se aproxima a correr. É um homem bom e justo, entusiasmado com o seguimento do Reino. Trata Jesus por “Bom Mestre” e pergunta-Lhe o que fazer para alcançar a vida eterna. Quer ser feliz e não sabe como.
Corre também para Jesus e ajoelha-te diante d’Ele.

O homem conhece os mandamentos, mas não é livre! Traz obstáculos que o impedem de ir mais longe. Podemos até dizer que não é ele que possui bens, mas são os bens que o possuem. E é precisamente aí, nessa posse, que Jesus não habita!
Que bens, relações ou hábitos te estão a tirar a liberdade?

Jesus convida o homem rico a viver na liberdade interior. Ouve novamente o Evangelho e vê como Jesus quer que o teu coração se torne mais livre e disponível.

As coisas que nos aprisionam são um grave entrave para aderir ao Reino de Deus. Impedem o livre espaço da ação de Deus na nossa vida.
Termina esta oração pedindo a graça da liberdade interior.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.