Segunda-feira da segunda semana da Quaresma

Hoje é dia dezoito de março, segunda-feira da segunda semana da quaresma.

Em tempo de quaresma,
a oração deve ser mais intensa e mais centrada no essencial:
a tua relação com Deus
e a diferença que esta faz na tua relação com aqueles que vivem contigo.
Não adianta ficar à espera de algum milagre que mude tudo
de repente.
É preciso comprometer-se todos os dias com esta mudança,
com este modo novo de estar com Deus e com os irmãos.
A oração ajuda-te a dar passos seguros neste caminho,
mas precisas de ser persistente
e, sobretudo, precisas de confiar no Senhor.
Invoca a misericórdia do teu Deus... e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 6, 36-38]

Disse Jesus aos seus discípulos:
«Sede misericordiosos,
como o vosso Pai é misericordioso.
Não julgueis e não sereis julgados.
Não condeneis e não sereis condenados.
Perdoai e sereis perdoados.
Dai e dar-se-vos-á:
deitar-vos-ão no regaço uma boa medida,
calcada, sacudida, a transbordar.
A medida que usardes com os outros
será usada também convosco».

Diz Jesus: ”Sê misericordioso!”. E oferece-te em seguida uma quantidade de situações que te vão ajudar a ser misericordioso. São as suas receitas, que Ele generosamente partilha contigo: não julgues, não condenes, perdoa, dá, dá-te. Todas difíceis de viver, mas todas possíveis… com Ele.

"Sê misericordioso como o teu Pai do Céu é misericordioso”, diz-te Jesus. Ou seja, não é para viveres a misericórdia à tua moda mas à moda do Pai do Céu. É preciso começar a olhar para a maneira como Jesus vive e fazer o mesmo. É simples mas não é fácil. Felizmente, o Senhor não pede impossíveis.

Esta passagem do Evangelho é curta, de maneira que dá bem para perceber o que Jesus diz. Ora ouve outra vez. E tira as tuas conclusões. Está tudo explicado. Ouve e faz o mesmo, é o que Jesus te pede. Porque sabe que és capaz. E está por perto.

Experimenta ser misericordioso, ou seja: não julgues, não condenes, não fales mal dos teus irmãos, perdoa, dá-te aos outros. E vê como te sentes. Depois, fala com o Senhor sobre isso.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.