Segunda-feira da terceira semana da Quaresma

Hoje é dia vinte e cinco de março, segunda-feira, solenidade litúrgica da Anunciação do Senhor.

A Anunciação do Senhor
abre um capítulo novo na história da humanidade.
Pensa no significado de acontecimento tão extraordinário:
Deus quer fazer-Se um de nós,
porque nos ama e quer mostrar-nos o caminho da salvação.
Para o fazer,
não Se impõe com o seu poder,
antes pede a colaboração de uma jovem,
começando assim a fazer história com a humanidade
de um modo completamente novo.
Agradece as maravilhas do amor de Deus por ti e por toda a humanidade...
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 1, 26-32.34-35.38]

O Anjo Gabriel foi enviado por Deus
a uma cidade da Galileia chamada Nazaré,
a uma Virgem desposada com um homem chamado José,
que era descendente de David.
O nome da Virgem era Maria.
Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo:
«Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo».
Ela ficou perturbada com estas palavras
e pensava que saudação seria aquela.
Disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria,
porque encontraste graça diante de Deus.
Conceberás e darás à luz um Filho,
a quem porás o nome de Jesus.
Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo.
O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David;
Maria disse ao Anjo:
«Como será isto, se eu não conheço homem?».
O Anjo respondeu-lhe:
«O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra.
Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus.
Maria disse então:
«Eis a escrava do Senhor;
faça-se em mim segundo a tua palavra».

Celebramos hoje a solenidade da Anunciação do Senhor, exatamente a nove meses do Natal. Presta atenção ao contexto. Num local remoto, desinteressante, algo de único acontece na vida de uma jovem com uma existência quase anónima… O contexto, em si mesmo, já te fala de Deus.
O que te diz acerca de Deus? E acerca daquilo que o mundo valoriza?

É importante saber fazer as observações e as perguntas pertinentes, limitando-se ao estritamente necessário. Maria mostra conhecer as Escrituras. Um conhecimento que vem de Deus e é graça.
Interroga-te sobre a atenção que prestas ao que Deus te diz e pede. Como vai o teu conhecimento das Escrituras?

Escuta novamente o Evangelho.
Maria, a escrava do Senhor, que abraça incondicionalmente o projeto salvador de Deus em favor de toda a humanidade. Neste projeto, que diz respeito a todos e constitui o único verdadeiro projeto, qual a tua parte, o que te pede o Senhor?

Termina esta oração pedindo a graça de aprenderes de Maria a sua humildade, a pertinência das suas palavras e, sobretudo, a deixares-te conduzir pelo Senhor…

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.