Segunda-feira da quinta semana da Quaresma

Hoje é dia catorze de Março, segunda-feira da quinta semana da Quaresma. 

De Johan Sebastina Bach, estás a escutar Christe eleison.

Deus está presente na tua vida. 
Olha à tua volta. 
Recorda alguns acontecimentos da tua vida. Procura os sinais da sua presença. 
Não digas: “Ele aqui não pode estar”. Nem digas: “se Ele estivesse presente isto não teria acontecido”. 
Recorda agora, no teu íntimo, as palavras de Jesus: “Estarei convosco até ao fim dos tempos”.
Ele está sempre contigo! Pede-Lhe um coração sensível à Sua presença. Pede-Lhe que te mostre onde está a cada momento na tua vida. 
Assim, vale a pena começares a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 8, 12-20]

Disse Jesus aos judeus: 
«Eu sou a luz do mundo. 
Quem Me segue não anda nas trevas, 
mas terá a luz da vida». 
Disseram-Lhe então os fariseus: 
«Tu dás testemunho de Ti próprio: 
o teu testemunho não é verdadeiro». 
Jesus respondeu-lhes: 
«Embora Eu dê testemunho de Mim próprio, 
o meu testemunho é verdadeiro, 
porque sei de onde vim e para onde vou. 
Vós, porém, não sabeis de onde venho nem para onde vou. 
Vós julgais pelas aparências, 
mas Eu não julgo ninguém; 
e se julgar, o meu juízo é verdadeiro, 
porque não estou só: 
estou Eu e o Pai que Me enviou. 
Está escrito na vossa Lei
que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro. 
Eu dou testemunho de Mim próprio
e também o Pai, que Me enviou, dá testemunho de Mim». 
Perguntaram-Lhe então: 
«Onde está o teu Pai?» 
Jesus respondeu: 
«Não Me conheceis a Mim nem a meu Pai. 
Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai». 
Jesus disse estas palavras
quando ensinava no templo, junto à sala do tesouro. 
E ninguém O prendeu, 
porque ainda não chegara a sua hora.

 

Pontos de oração

“«Eu sou a luz do mundo. Quem Me segue não anda nas trevas, mas terá a luz da vida». “Eu sou”. É com este nome que Deus se apresenta a Moisés no episódio da sarça ardente. Ao aplicá-lo a si, Jesus identifica-se com Deus. E acrescenta algo mais: “Eu sou a luz do mundo”.
O que seria da tua vida sem a luz que é Jesus?! Só vives na luz se fores entrando sempre mais na comunhão com Jesus. Como te vais abrindo a essa luz que é o Senhor?

“Eu dou testemunho de Mim próprio e também o Pai, que Me enviou, dá testemunho de Mim”. 
As palavras e os gestos de Jesus têm a marca do Pai – deixam adivinhar o Pai – mostram o Pai! A tua vida fala da comunhão com Deus? 

Escuta novamente o Evangelho. “Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai». Jesus é a luz que te mostra o Pai – que te introduz na relação com o Pai! Conhecer a Deus é também despertar os outros para Ele – é ser companheiro de viagem, rumo à vida em Deus. 

 

Colóquio final

Em comunhão com Deus, pede a graça de seres tu também luz para os outros.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.