Segunda-feira da sexta semana do Tempo Comum

Hoje é dia doze de fevereiro, segunda-feira da sexta semana do Tempo Comum.

A oração, como a fé, não existe em estado puro,
nas condições que imaginamos como ideais.
A vida humana é moldada nos obstáculos dos caminhos,
nos traços da história, nas difíceis opções,
nas marcas das relações.
Na tua oração, não deixes de pedir e acolher
a graça da perseverança, o desejo da sabedoria,
a confiança nas provas. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 8, 11-13]

Apareceram alguns fariseus
e começaram a discutir com Jesus.
Para O porem à prova, pediam-Lhe um sinal do céu.
Jesus suspirou do fundo da alma e respondeu-lhes:
«Porque pede esta geração um sinal?
Em verdade vos digo:
não se dará nenhum sinal a esta geração».
Depois deixou-os, voltou a subir para o barco
e foi para a outra margem do lago. 

 

Para porem Jesus à prova, os fariseus pedem-Lhe um sinal do céu – um sinal que confirme que é enviado de Deus. Põem Jesus à prova, para que dê um passo em falso, caindo em contradição. 
Reflete se eventualmente te precipitas também a formar uma opinião acerca dos outros. Procuras apanhá-los em falta, confirmando assim os teus preconceitos?

Àqueles que Lhe pedem um sinal, Jesus responde que nenhum sinal lhes será dado. Ele não necessita de apresentar credenciais ou de puxar dos seus galões: a sua vida fala por si, em pura transparência. 
Só a tua vida pode mostrar quem és. Interroga-te sobre o teu testemunho.

Escuta pela segunda vez o Evangelho. Presta atenção ao modo como termina este episódio. No Judaísmo, como no Cristianismo, a passagem para a outra margem constitui a boa notícia por excelência. A passagem, isto é, a Páscoa, é a concretização de todas as promessas. Apesar de tudo, Jesus acaba por dar um sinal aos fariseus: a sua Páscoa e a tua conversão. 

Pede ao Senhor que a tua vida seja mais credível, porque boa notícia duma existência enraizada em Deus. 

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.