Segunda-feira da sétima semana do tempo comum

Hoje é dia dezasseis de maio, segunda-feira da sétima semana do tempo comum.

Esta a escutar um tema de Johann Sebastian Bach.

“Vós, Senhor, sois o meu amparo e redentor”.
Com esta afirmação de fé e confiança do salmista, 
prepara-te para estes minutos de oração. 
Repete silenciosamente estas palavras, 
deixando-as crescer
e ocupar o teu coração: 
“Vós, Senhor, sois o meu amparo e redentor”... e começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem da Carta de São Tiago. [Tg 3, 13-18]

Quem é sábio e inteligente
mostre com o seu bom procedimento
os frutos da sua sabedoria vivida com modéstia.
Mas se guardais no coração
inveja mal entendida e espírito de discórdia,
não vos orgulheis nem mintais contra a verdade.
Esta sabedoria não desce do alto:
é terrena, animal e diabólica.
Porque, onde há inveja e rivalidade,
também há desordem e toda a espécie de más acções.
Mas a sabedoria que vem do alto
é pura, pacífica, compreensiva e generosa,
cheia de misericórdia e de boas obras,
imparcial e sem hipocrisia.
O fruto da justiça semeia-se na paz
para aqueles que praticam a paz. 

 

Pontos de oração

Percebes dentro de ti alguma desordem na forma como te relacionas com alguém em concreto? 
Encontras sentimentos de inveja que te dominam? 

Dedica um tempo a entrar dentro do teu coração para ver se encontras aquilo a que São Tiago chama inveja mal entendida, espírito de discórdia e rivalidade. 

Escuta de novo as palavras de São Tiago.

 

Colóquio final

Entrega a Jesus tudo o que encontras no teu coração e percebes que não vem de Deus nem te conduz à misericórdia e à paz. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.