Segunda-feira da terceira semana do Advento

Hoje é dia dezoito de dezembro, segunda-feira da terceira semana do Advento.

A oração é um caminho de amor,
que brota do amor primeiro, fundante e gratuito de Deus.
Hoje, começa a tua oração
com estas palavras de Guilherme de Saint-Thierry,
monge do século doze:
«Quisestes, Senhor, que vos amássemos,
já que não podíamos ser salvos pela justiça,
mas apenas pelo amor que vos consagrássemos;
nem vos poderíamos amar
sem que o nosso amor procedesse de vós.
Assim, vós nos amastes primeiro
e vos antecipais no amor
a todos os que vos amam». 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 1, 18-24]

O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo:
Maria, sua Mãe, noiva de José,
antes de terem vivido em comum,
encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo.
Mas José, seu esposo,
que era justo e não queria difamá-la,
resolveu repudiá-la em segredo.
Tinha ele assim pensado,
quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor,
que lhe disse:
«José, filho de David,
não temas receber Maria, tua esposa,
pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo.
Ela dará à luz um Filho
e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus,
porque Ele salvará o povo dos seus pecados».
Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara
por meio do Profeta, que diz:
«A Virgem conceberá e dará à luz um Filho,
que será chamado ‘Emanuel’,
que quer dizer ‘Deus connosco’».
Quando despertou do sono,
José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara
e recebeu sua esposa. 

 

Pontos de oração

Fixa-te no mistério amoroso de um Deus que Se quer aproximar, fazer ‘carne’, ser connosco... Imagina Deus a querer estar contigo e deixa-te levar nessa presença. 

Em muitas fases da nossa vida interior e exterior, em momentos bons e momentos maus, em desolação e consolação, acompanha-nos uma certa fatalidade: a de não tomarmos nota de que nunca estamos sós, que Deus está sempre connosco. 
Regista na tua vida esses momentos em que escolhes estar só, contigo mesmo.... Olha para ti como uma pessoa sempre acompanhada por um Criador amoroso. 

Escuta de novo o texto e imagina o cenário interior de José, surpreso mas acolhedor do mistério. 

 

Colóquio final

Na esperança de teres intensificado a consciência de um Deus presente na tua vida, pondera os desafios relacionais das próximas horas e projeta-os como duas presenças relevantes: a presença de Deus na tua vida e a tua presença na vida dos outros, como um dom de Deus para eles.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.