Segunda-feira da terceira semana do tempo pascal

Hoje é dia onze de abril, segunda-feira da terceira semana do tempo pascal, memória litúrgica de Santo Estanislau.

Hoje a Igreja celebra a vida de Santo Estanislau, um homem do século XI, nascido pouco antes da entrada do cristianismo na Polónia. Depois da sua conversão, foi ordenado sacerdote na Igreja de Cracóvia. É venerado como um santo que amou profundamente os pobres. Morreu mártir, assassinado durante a celebração da Eucaristia. 
Leva para a tua oração o desejo de dares testemunho da tua fé em Jesus e pede a graça da fidelidade para O seguires para onde quer que Ele vá. 
Assim, vale a pena começares a tua oração.

 

 

Escuta esta passagem do livro dos Atos dos Apóstolos. [L 1 Act 6, 8-15]

Estêvão, cheio de graça e fortaleza,
fazia grandes prodígios e milagres entre o povo.
Entretanto, alguns membros da sinagoga chamada dos Libertos, 
oriundos de Cirene, de Alexandria, da Cilícia e da Ásia,
vieram discutir com Estêvão,
mas não eram capazes de resistir à sabedoria e ao Espírito Santo
com que ele falava.
Subornaram então uns homens para afirmarem:
«Ouvimos Estêvão proferir blasfémias
contra Moisés e contra Deus».
Provocaram assim a ira do povo, dos anciãos e dos escribas. 
Depois surgiram inesperadamente à sua frente,
apoderaram-se dele e levaram-no ao Sinédrio,
apresentando falsas testemunhas, que disseram:
«Este homem não cessa de proferir palavras
contra este Lugar Santo e contra a Lei,
pois ouvimo-Lo dizer que Jesus, o Nazareno,
destruirá este lugar
e mudará os costumes que recebemos de Moisés».
Todos os membros do Sinédrio tinham os olhos  fixos nele
e viram que o seu rosto parecia o rosto de um Anjo.

 

Pontos de oração

Agradece a Deus a graça e coragem que deu a Santo Estanislau, tal como a Estêvão, de dar testemunho de Jesus no meio da perseguição, a tal ponto de dar a sua vida por Ele.

Ainda hoje existem cristãos perseguidos e maltratados por causa da sua fé. Alguns são levados às praças públicas para serem condenados e mortos. Unem-se assim a Cristo no seu Mistério Pascal. 
E tu, como dás a vida por Cristo no teu dia a dia? Tens consciência de que, ao ofereceres os sacrifícios do teu dia a dia por amor, te unes ao Mistério da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor?

Escuta novamente a leitura e pede com confiança que o Senhor te dê a coragem de seres um dos seus discípulos e o dom da força para todos aqueles que são perseguidos por causa da fé.

 

Colóquio final

Termina a tua oração pedindo ao Senhor que aumente a tua fé, para seres sua testemunha no meio do mundo. Não importa o que possa acontecer. Estás pronto e disposto a dar tudo a Jesus por amor, em favor dos que mais sofrem, e a participar, assim, na obra redentora de Deus.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.