Segunda-feira da trigésima semana do Tempo Comum

Hoje é dia trinta de outubro, segunda-feira da trigésima semana do Tempo Comum.

É na diferença, única e radical,
entre a escuta e o desprezo
que se decide a aventura da vida humana:
na escuta ou no desprezo do próximo,
da Palavra, dos apelos do coração,
dos mais frágeis e pequenos.
Hoje, e durante esta semana,
não deixes de pedir ao Senhor
que purifique a tua mente,
que abra os teus ouvidos para escutar
e que te liberte de todos os gestos de desprezo.

 

Escuta esta passagem da Epístola de São Paulo aos Romanos. [L 1 Rom 8, 12-17]

Já não somos devedores à carne,
para vivermos segundo a carne.
Se viverdes segundo a carne, morrereis;
mas se pelo Espírito fizerdes morrer as obras da carne, vivereis.
Porque todos os que são conduzidos pelo Espírito de Deus
são filhos de Deus.
Vós não recebestes um espírito de escravidão
para recair no temor,
mas o Espírito de adoção filial,
pelo qual exclamamos: «Abba, Pai».
O próprio Espírito Santo dá testemunho,
em união com o nosso espírito,
de que somos filhos de Deus.
Se somos filhos, também somos herdeiros,
herdeiros de Deus e herdeiros com Cristo;
Se sofrermos com Ele,
também com Ele seremos glorificados. 

 

Pontos de oração

Duas direções antagónicas que sentes dentro de ti, poderosas como espinhos: a carne e o espírito. Ambas fazem doer: uma produz lágrimas desesperadas; a outra, uma ferida de amor.

São Paulo fala de um «espírito de escravidão». E fala, por outro lado, do «Espírito de adoção filial, pelo qual exclamamos: Abba, Pai». 
Onde localizas as tuas dependências doentias? E como vives a tua relação com o Espírito Santo?

Vivendo no seio da corrente de amor da Santíssima Trindade, porque temes? É impossível sair dessa família. Ela está dentro de nós, é como um selo impregnado na alma. Adora, no silêncio da oração, a graça infinita da tua filiação divina.

 

Colóquio final

Pede a Deus Pai a graça de seres mais semelhante ao seu Filho, manso e humilde. Invoca o Espírito Santo, para escutares sempre a sua voz. E pede ao Senhor Jesus que te ensine a viver só para Ele.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.