Segunda-feira da vigésima oitava semana do tempo comum

Hoje é dia catorze de outubro, segunda-feira da vigésima oitava semana do tempo comum.

O Senhor “levanta do pó o indigente... para o fazer sentar com os grandes do seu povo”, diz o salmista. Razão tinha o Papa Bento XVI quando dizia que a única verdadeira revolução vem de Deus: o pobre senta-se com os grandes do seu povo, os poderosos são derrubados dos seus tronos e os humildes são exaltados. É uma revolução que não se faz pela violência, mas pelo amor. O agente desta revolução é quem se dispõe a seguir o Senhor no caminho do amor e do serviço. Podes ser tu... Pede ao Senhor a coragem de seguires este caminho... e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 11, 29-32]

Uma grande multidão aglomerava-se à volta de Jesus e Ele começou a dizer: «Esta geração é uma geração perversa: pede um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, senão o sinal de Jonas. Assim como Jonas foi um sinal para os habitantes de Nínive, assim o será também o Filho do homem para esta geração. No juízo final, a rainha do sul levantar-se-á com os homens desta geração e há de condená-los, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão; e aqui está quem é maior do que Salomão. No juízo final, os homens de Nínive levantar-se-ão com esta geração e hão de condená-la, porque fizeram penitência ao ouvir a pregação de Jonas; e aqui está quem é maior do que Jonas».

Em que medida e porquê a nossa geração também pode ser perversa? O que o Evangelho te diz é que se dás mais importância ao que se diz por aí e nas redes sociais do que às palavras de Cristo; se estás mais preocupado em ser bem visto, em estar na moda e em ganhar mais dinheiro do que em trabalhar por um mundo mais justo, abriste a porta à perversão: à tua pior versão!

Pensa bem: ao ouvir Jonas, os habitantes de Nínive arrependeram-se. Que seria se tivessem tido o próprio Jesus a falar-lhes! Nós temos e tu tens esse Jesus e todos os apoios da Igreja, e as palavras sábias do Papa Francisco. E que fazes? Já leste e meditaste as exortações do Papa sobre a Família, sobre a Ecologia? Então?

Ao ouvir de novo o Evangelho, pensa nas pessoas que correm mundo para arranjar um bocadinho de paz, para falar com um guru ou respirar o ar de certas montanhas. Afinal, tinham ao seu lado a força e a comunhão espiritual, o perdão e a luz que precisam para viver em boa consciência. Vês aí o teu retrato?

Termina a tua oração fazendo o sinal da cruz e dizendo: "tenho comigo quem é mais que Salomão, tenho aquilo que a Rainha de Sabá não teve nem podia ter".

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.