Segunda-feira da vigésima terceira semana do tempo comum

Hoje é dia nove de setembro, segunda-feira da vigésima terceira semana do tempo comum.

A oração não pode ser programada... Mas podes programar um tempo para rezar. Provavelmente, haverá ocasiões em que pouco ou nada acontece durante o tempo que destinaste à oração... Não deixes que isso seja motivo para desistir. A tua fidelidade dará frutos, a seu tempo, ou seja, no tempo de Deus. E nessa altura perceberás como Deus é generoso contigo e como o tempo em que perseveraste na oração sem frutos visíveis foi fundamental para colheres frutos mais abundantes. Com esta confiança, dá início à tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 6, 6-11]

Jesus entrou numa sinagoga a um sábado e começou a ensinar. Estava lá um homem com a mão direita paralítica. Os escribas e fariseus observavam Jesus, para verem se Ele ia curar ao sábado e encontrarem assim um pretexto para O acusarem. Mas Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse ao homem que tinha a mão paralítica: «Levanta-te e põe-te de pé, aí no meio». O homem levantou-se e ficou de pé. Depois Jesus disse-lhes: «Eu pergunto-vos se é permitido ao sábado fazer bem ou fazer mal, salvar a vida ou tirá-la». Então olhou para todos à sua volta e disse ao homem: «Estende a mão». Ele assim fez e a mão ficou curada. Os escribas e fariseus ficaram furiosos e começaram a falar entre si do que haviam de fazer a Jesus.

Em dia de sábado, numa sinagoga, Jesus a ensinar e um homem aleijado: tempo e lugar sagrados. O homem está enfermo duma mão, pior ainda, tem a mão direita paralisada. Põe-te na pele deste homem. Como são importantes para ti as mãos! Para ganhar o sustento e para toda uma série de coisas práticas… para fazer o bem… para acariciar e manifestar Deus…

O sábado é o dia do repouso sagrado, de cuidar a comunhão com Deus. Mas Jesus acrescenta ao cumprimento dos preceitos a necessidade de fazer o bem, a fim de que os outros gozem duma vida mais cheia, mais plena. Jesus pergunta acerca da possibilidade ou afirma a necessidade de fazer o bem? Qual o principal imperativo para ti: a regra ou o amor, em função do qual está a regra?

Escuta novamente o Evangelho. Jesus responde à pergunta que Ele próprio colocou. Jesus não só faz o bem, mas, mais ainda, capacita o aleijado, curando-lhe a mão direita. E tu? Empenhas-te em ações de voluntariado e solidariedade?

Pede ao Senhor a graça de transformares e amares a realidade à tua volta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.