Segunda-feira, festa litúrgica de Nossa Senhora de Fátima

Hoje é dia treze de maio, segunda-feira, festa litúrgica de Nossa Senhora de Fátima.

Para milhares de portugueses, hoje é dia de concluir a sua peregrinação a Fátima. Aí encontram refúgio nas suas angústias, consolação nos seus males, força para recomeçar. Procura sentir-te em união com estes teus irmãos. Dá lugar, no teu coração, a um sentimento de confiança na Mãe de Jesus e de gratidão pelo poder da sua intercessão junto de Deus. Com os teus irmãos, peregrinos como tu, mesmo se em locais diferentes, invocação a intercessão de Maria para as suas e tuas necessidades... E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Livro do Apocalipse. [L 1 Ap 21, 1-5a]

Eu, João, vi um novo céu e uma nova terra, porque o primeiro céu e a primeira terra tinham desaparecido e o mar já não existia. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do Céu, da presença de Deus, bela como noiva adornada para o seu esposo. Do trono ouvi uma voz forte que dizia: «Eis a morada de Deus com os homens. Deus habitará com os homens: eles serão o seu povo e o próprio Deus, no meio deles, será o seu Deus. Ele enxugará todas as lágrimas dos seus olhos; nunca mais haverá morte nem luto, nem gemidos nem dor, porque o mundo antigo desapareceu». Disse então Aquele que estava sentado no trono: «Vou renovar todas as coisas».

Em Maria, Deus habitou connosco, estabeleceu um laço que não se quebra. A tua vida, as tuas palavras, sentimentos e gestos são habitados por Deus? Queres ser a sua morada?

A mensagem de Fátima é um convite a mudar de vida. Em Jesus, toda a criação é renovada. É Ele que te converte, que te orienta para Deus. Deixa que Jesus renove as coisas da tua vida.

Escuta novamente o livro do Apocalipse e experimenta a alegria de ser consolado por Deus. Deixa que a lágrima se transforme em riso e o luto se transforme em luz.

Ao terminar a tua oração, pede a Maria que interceda por ti junto do Pai, para que a voz do Senhor nunca se cale na tua vida.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.