Segunda-feira, festa litúrgica do Batismo do Senhor

Hoje é dia oito de janeiro, segunda-feira, festa litúrgica do Batismo do Senhor.

Podem os céus rasgar-se
e abrir-se o dom do Espírito?
Pode a plenitude divina
revelar-se no mergulho da fragilidade,
no Filho entregue, amado e amante,
na Humanidade salva e redimida?
Hoje, na celebração do Batismo do Senhor,
começa o teu momento de oração,
o símbolo pleno e quotidiano do teu batismo,
a graça maior dos teus dias.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 1, 7-11]

João começou a pregar, dizendo:
«Vai chegar depois de mim
quem é mais forte do que eu,
diante do qual eu não sou digno de me inclinar
para desatar as correias das suas sandálias.
Eu batizo na água,
mas Ele batizar-vos-á no Espírito Santo».
Sucedeu que, naqueles dias,
Jesus veio de Nazaré da Galileia
e foi batizado por João no rio Jordão.
Ao subir da água, viu os céus rasgarem-se
e o Espírito, como uma pomba, descer sobre Ele.
E dos céus ouviu-se uma voz:
«Tu és o meu Filho muito amado,
em Ti pus toda a minha complacência». 

 

Pontos de oração

Jesus foi ter com João para ser batizado por ele, como um de tantos, na fila, entre os pecadores. 
Esta atitude de Jesus impressiona-te?

A voz que se ouve, vinda do Céu, repousa sobre todos os que ali estão, com Jesus, na fila dos pecadores: «Este é o meu filho muito amado». «Esta é a minha filha muito amada». 
Ouve-a sobre ti, também.

Ao rezar de novo com o texto em que São Marcos narra o Batismo de Jesus, imagina que estás lá, que assistes e participas neste momento extraordinário da revelação de Deus. 

 

Colóquio final

O amor do Pai e a unção do Espírito Santo capacitam Jesus para a Missão. 
Pede ao Senhor a confiança neste amor sem limites e a força do Espírito Santo que tudo pode em ti.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.