Segundo domingo da Quaresma

Hoje, a Igreja celebra o segundo domingo da Quaresma. 

«Não sabia o que dizia, pois estavam atemorizados».
Nesta frase do Evangelho podemos talvez encontrar
o sentido mais profundo da vida de oração.
A oração é feita da busca de palavras,
do fascínio e do temor
diante do mistério da vida e da morte,
da esperança e do sofrimento,
da Paixão e da Ressurreição.
Hoje é Domingo, o primeiro dia da semana:
que a tua semana seja um tempo de bênção,
na escuta atenta e agradecida
do Filho Amado.

 

Alguém passou por uma grande aflição, quase mortal. Agora reconhece que sem a fé teria desesperado. O Senhor salvou-o. Agradece. Tudo contribui para o bem dos que amam a Deus. 

[Salmo 115 (116), 10 e 15. 16-17.18-19]
Confiei no Senhor, mesmo quando disse:
«Sou um homem de todo infeliz».
É preciosa aos olhos do Senhor
a morte dos seus fiéis.
Senhor, sou vosso servo, filho da vossa serva:
quebrastes as minhas cadeias.
Oferecer-Vos-ei um sacrifício de louvor,
invocando, Senhor, o vosso nome.
Cumprirei as minhas promessas ao Senhor
na presença de todo o povo,
nos átrios da casa do Senhor,
dentro dos teus muros, Jerusalém. 

 

Jesus, morreu por ti, por todos os homens e mulheres. A tua vida está nas suas mãos. Ele liberta o órfão de não ter Pai, o amigo de ficar sozinho, o amor de acabar jamais. 

Dentro da Igreja, lugar do seio materno do nosso Deus, podemos cantar juntos a mesma alegria da salvação. 
Examina o teu modo de viver o Domingo. Descansas em paz, construindo a família?

Mesmo que te sintas prisioneiro, repete com o Salmista: «Quebrastes as minhas cadeias». Pede ao Senhor que te liberte por dentro. Nada pode ser maior que a alegria do perdão. 

Oferece a Deus “sacrifícios de louvor”. Quer dizer: oferece-te a ti mesmo, tudo o que és e tens, ao serviço dos mais pobres. Vence o mal lutando pelo bem. Que deves fazer por Cristo, em concreto, hoje? 

 

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.