Segundo Domingo do Advento

Hoje a Igreja celebra o segundo Domingo do Advento.

Da comunidade de Taizé estás a escutar The Kingdom of God.

«Vós, Senhor, sois o meu amparo e redentor». Deixa que estas palavras do salmista ecoem no teu coração e te introduzam num ambiente de confiança. Deus está presente, sempre presente na tua vida. Confia n’Ele e no seu amor. Mesmo que não o sintas ao teu lado, recorda-te que Ele habita o teu coração, a tua intimidade. Não temas e repete: «Vós Senhor, sois o meu amparo e redentor».
Assim, vale a pena começares a tua oração.  

 

Vais ouvir o salmo setenta e um, uma oração em que o salmista clama pelo rei ideal. Repara no modo como levanta o olhar ao Céu para expressar o seu desejo. Aproveita para te unires ao salmista neste pedido.


Sl 71, 2.7-8.12-13.17
Ó Deus, dai ao rei o poder de julgar
e a vossa justiça ao filho do rei. 
Ele governará o vosso povo com justiça
e os vossos pobres com equidade.
Florescerá a justiça nos seus dias
e uma grande paz até ao fim dos tempos. 
Ele dominará de um ao outro mar, 
do grande rio até aos confins da terra.
Socorrerá o pobre que pede auxílio
e o miserável que não tem amparo. 
Terá compaixão dos fracos e dos pobres
e defenderá a vida dos oprimidos.
O seu nome será eternamente bendito
e durará tanto como a luz do sol; 
nele serão abençoadas todas as nações, 
todos os povos da terra o hão de bendizer.

 

Pontos de oração

O salmista manifesta uma fé inabalável: descreve o rei ideal com a confiança de que ele realmente virá e estabelecerá a paz na terra. Repara nos verbos utilizados e vê como ressoam dentro de ti: governará...; florescerá...; dominará...; socorrerá...; terá compaixão...; defenderá; todos o hão de bendizer. 

O salmista clama a Deus, pedindo que abençoe o rei com os seus dons. Também tu podes imitá-lo, pedindo o mesmo para quem tem grandes responsabilidades: governantes, chefes, superiores... eles precisam da tua oração para desempenhar as suas funções. Entrega-os nas mãos de Deus para que os cumule com a sua graça.

Aproveita para pedir também pelos que te são mais próximos. Diz, como o salmista, “Ó Deus, dai a ‘esta’ pessoa, ‘este’ dom de que ela tanto precisa”. E completa a oração, expressando todos os frutos pelos quais anseias. 

Durante esta semana, aplica esta oração nos lugares por onde passes: em casa, na rua, no trabalho, pede a Deus que te dê um olhar personalizado sobre cada pessoa. E pede por cada uma, para que receba a graça de que mais precisa. 

 

Oração final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.