Segundo domingo do tempo pascal

Hoje a Igreja celebra o segundo domingo do tempo pascal, com a invocação de domingo da Divina Misericórdia.

Com o segundo domingo do tempo pascal encerra-se a oitava da Páscoa: o “grande dia pascal” chega ao fim. O Papa João Paulo II quis que este domingo fosse celebrado como o domingo da Divina Misericórdia. Misericórdia significa o coração – o amor – que se debruça sobre a miséria, para a elevar e salvar. A misericórdia está, por isso, intimamente associada ao mistério pascal, mais ainda, é a fonte de onde brota este mistério. Olha para a tua miséria, para o teu pecado... e lembra-te que Deus te olhou primeiro. Agradece e começa assim a tua oração.

Vais escutar o Salmo cento e dezassete. Abre o teu coração e a tua mente à Bondade de Deus que está e permanece contigo para sempre.

Sl 117 (118), 2-4.22-24.25-27a

Diga a casa de Israel: é eterna a sua misericórdia. Diga a casa de Aarão: é eterna a sua misericórdia. Digam os que temem o Senhor: é eterna a sua misericórdia. A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se pedra angular. Tudo isto veio do Senhor: é admirável aos nossos olhos. Este é o dia que o Senhor fez: exultemos e cantemos de alegria. Senhor, salvai os vossos servos, Senhor, dai-nos a vitória. Bendito o que vem em nome do Senhor, da casa do Senhor nós vos bendizemos. O Senhor é Deus e fez brilhar sobre nós a sua luz.

Deixa ressoar em ti estas palavras de vida e repete-as à tua maneira. Como? Por exemplo: “a pedra rejeitada, tornou-se pedra angular”, ou “este é o dia do Senhor, alegremo-nos”…

Agora imagina-te no meio de uma assembleia, em Igreja, e medita um pouco sobre as necessidades, tristezas e alegrias da tua comunidade. Quais são as urgências? Que podes fazer?

Ouvindo, de novo, a leitura do Salmo, pensa na Igreja universal, no Papa e na sua missão, naquelas situações em que os cristãos são caluniados e perseguidos por causa da sua fé. Como podes mostrar a tua solidariedade?

Terminando este tempo de oração, aproveita para pensar na semana que vai começar. Como pode ser mais bem vivida? Que propósito concreto deverás fazer para melhorar a qualidade das tuas relações e do teu testemunho como membro vivo da Igreja?

Pai nosso que estais nos céus santificado seja o vosso nome venha a nós o vosso Reino seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação mas livrai-nos do mal.