Sexta-feira da décima segunda semana do tempo comum

Hoje é dia trinta de junho, sexta-feira da décima segunda semana do tempo comum.

Certo dia, um leproso disse a Jesus:
«Se quiseres, podes curar-me».
E Jesus respondeu-lhe, tocando-o:
«Quero. Fica curado».
No toque de Jesus a um leproso,
e neste diálogo, tão breve quanto denso,
está contido todo o mistério
de Deus e da Humanidade.
Hoje, coloca-te diante do Senhor
e diz-lhe, com plena confiança:
«Se quiseres, podes curar-me».
Começa assim a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do Salmo 127. [Slm 127, 1-5] 

Feliz de ti, que temes o Senhor
e andas nos seus caminhos.
Comerás do trabalho das tuas mãos,
serás feliz e tudo te correrá bem.

Tua esposa será como videira fecunda
no íntimo do teu lar;
teus filhos serão como ramos de oliveira
ao redor da tua mesa.

Assim será abençoado o homem que teme o Senhor.
De Sião te abençoe o Senhor:
vejas a prosperidade de Jerusalém
todos os dias da tua vida. 

 

Pontos de oração

O salmo que ouviste fala de alguém que teme o Senhor. E no teu caso? Como é a tua relação com Deus? Como explicarias a um amigo quem é Deus para ti e que lugar tem na tua vida?

O salmo exprime o desejo de que quem teme o Senhor tenha uma vida harmoniosa. Com certeza já te apercebeste de que a vida nem sempre é fácil e nem sempre corre bem. No entanto, consegues acreditar que é possível, a quem anda nos caminhos do Senhor, viver feliz, apesar de tudo parecer correr mal? 

Ouve de novo o salmo e deixa-te envolver pelo ambiente de felicidade e paz, que são dons de Deus. Repara que esta harmonia é também fruto do trabalho de quem teme o Senhor e segue os seus caminhos.

 

Colóquio final

Ao terminar a tua oração, pede ao Senhor pelos que não vivem em paz. Ou pede-Lhe mesmo por ti, se não vives com a paz e a harmonia que o salmo sugere, para que Ele te dê perseverança para continuares a tentar viver nos seus caminhos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.