DOMINGO II DA QUARESMA

Hoje a Igreja celebra o segundo domingo da quaresma.

Começa a tua oração louvando o Senhor Deus
por todas as maravilhas do seu amor.
Agradece a Deus Pai
as maravilhas da criação, a tua vida,
o dom de seu Filho, Jesus, e a graça de seres seu discípulo.
Agradece ao Senhor Jesus
a maravilha do seu Evangelho,
o seu amor até à morte,
a alegria imensa da sua ressurreição.
Agradece ao Espírito Santo
a sua presença constante na tua vida,
os sacramentos que te santificam,
o modo discreto mas tão poderoso como Ele reza em ti
e como vai agindo na vida dos batizados.
Adora o Deus uno e trino... e começa assim a tua oração.

É no Senhor que habita a tua essência e o teu berço, aos quais aspiras voltar. Os Salmos que saem do fundo de um coração orante, comovem o coração do Senhor. Esvazia-te de todo o mundanismo e deixa-te envolver por esta melodia que te quer levar às coisas do alto que esperam por ti.

[Salmo 26 (27)]

O Senhor é minha luz e salvação:
a quem hei de temer?
O Senhor é protetor da minha vida:
de quem hei de ter medo?

Ouvi, Senhor, a voz da minha súplica,
tende compaixão de mim e atendei-me.
Diz-me o coração: «Procurai a sua face».
A vossa face, Senhor, eu procuro.

Não escondais de mim o vosso rosto,
nem afasteis com ira o vosso servo.
Não me rejeiteis nem me abandoneis,
meu Deus e meu Salvador.

Espero vir a contemplar a bondade do Senhor na terra dos vivos.
Confia no Senhor, sê forte.
Tem coragem e confia no Senhor.

"O Senhor é minha luz e salvação”. Foi para ti, para receberes esta beleza que o Senhor inspirou o Salmista. Para que possas entender que Ele é a tua Luz… Um Deus que te ilumina e, a partir de ti, ilumina o mundo. Para isso e por isso Ele quer que sejas também a sua Luz. Mantém o teu coração cheio de Luz.

Todo o teu ser se eleva quando apanhas uma frase de um Salmo e te deixas inundar por ela: “Diz-me o coração: ‘Procurai a sua face’. A vossa face, Senhor, eu procuro”. Podes imaginar a alegria do Senhor ao ouvir-te dizer: “A vossa face, Senhor, eu procuro”. Agora é Ele e és tu que se procuram, pois o Senhor procura-te desde sempre e ao ouvir-te enternece-se com a necessidade que tens d'Ele.

É uma doçura tão grande perceber que não és só tu que procuras o Senhor mas Ele também te procura. Não interrompas, deixa que seja o teu coração a falar. Faz silêncio.

Vais começar uma nova semana. Experimenta compor os teus próprios salmos em pequenas frases que jorram do teu coração apaixonado e se abrem ao Amor. Dispõe-te a este diálogo de doçura que, a pouco e pouco, modifica a tua vida. Não tenhas medo de te deixares amar.

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.