DOMINGO III DA QUARESMA

Hoje a Igreja celebra o terceiro domingo da quaresma.

Sempre que te dispões a rezar,
abres um novo capítulo na tua relação com Deus.
Hoje, isso acontece mais uma vez.
Podes já ter escrito muitas páginas desse livro que vais escrevendo com Deus
ou podes estar a escrever as primeiras...
O importante é ir escrevendo,
umas vezes mais com palavras tuas,
outras vezes com as palavras que Deus te vai dizendo
no segredo do teu coração.
Pede ao Senhor a graça de nunca deixares de ir acrescentando páginas
neste livro da tua relação com Ele.
E começa assim a tua oração.

Vais rezar um salmo de ação de graças.
O salmista sente-se de tal modo reconhecido ao Senhor que não consegue conter o que lhe vai na alma!
Procura experimentar os mesmos sentimentos do salmista.

[Salmo 102 (103)]

Bendiz, ó minha alma, o Senhor e todo o meu ser bendiga o seu nome santo.
Bendiz, ó minha alma, o Senhor e não esqueças nenhum dos seus benefícios.

Ele perdoa todos os teus pecados e cura as tuas enfermidades.
Salva da morte a tua vida e coroa-te de graça e misericórdia.

O Senhor faz justiça e defende o direito de todos os oprimidos.
Revelou a Moisés os seus caminhos e aos filhos de Israel os seus prodígios.

O Senhor é clemente e compassivo, paciente e cheio de bondade.
Como a distância da terra aos céus,
assim é grande a sua misericórdia para os que O temem.

É comovente como o Senhor Se faz próximo, atento às tuas necessidades e às de todos, mostrando uma generosidade infinita.
“Bendiz, ó minha alma, o Senhor e não esqueças nenhum dos seus benefícios.”
“(O Senhor) salva da morte a tua vida.”
“O Senhor faz justiça e defende o direito de todos os oprimidos.”

São João define Deus com uma única palavra: “Deus é amor”. O salmo traduz de facto um Deus inexcedível. É um Deus atento a cada um: está atento a ti, a cada um dos excluídos e oprimidos, ao seu povo e à humanidade.
Deus coloca-Se sempre inteiro quer na relação com o seu povo, quer na relação contigo. Deus procura-te e cuida de ti como se só tu existisses para Ele.

Escuta novamente o salmo.

Repara que o Senhor é de uma extrema delicadeza e a sua “misericórdia” é inexcedível no modo como cuida de ti. Ele está particularmente atento a qualquer situação aflitiva em que te possas encontrar e não sossega enquanto não te puser a salvo. O próprio Senhor é quem te liberta – Ele é a tua Páscoa!

Pede ao Senhor um coração grande. Que na semana que vais começar olhes com atenção e solicitude para aqueles que o Senhor te puser no caminho. Que saibas também levar à oração as situações e conflitos onde mais se sofre, hoje, no mundo.

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.