Sexta-feira da primeira semana da Quaresma

Hoje é dia quinze de março, sexta-feira da primeira semana da quaresma.

Estás a chegar ao fim da primeira semana da quaresma.
Na presença do Senhor,
que te acompanhou ao longo desta semana,
dá graças por estes dias de vida cristã mais intensa...
Ou pede perdão por não teres aproveitado tanto quanto podias
esta oportunidade de dar passos seguros no caminho da conversão.
Agradecendo ou pedindo perdão,
lembra-te que, neste caminho, o mais importante está à tua frente.
Pede ao Senhor Jesus que te acompanhe
com a força do seu Espírito Santo...
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 5, 20-26]

Disse Jesus aos seus discípulos:
«Se a vossa justiça não superar a dos escribas e fariseus,
não entrareis no reino dos Céus.
Ouvistes que foi dito aos antigos:
‘Não matarás; quem matar será submetido a julgamento’.
Eu, porém, digo-vos:
Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento.
Quem chamar imbecil a seu irmão será submetido ao Sinédrio,
e quem lhe chamar louco será submetido à geena de fogo.
Portanto, se fores apresentar a tua oferta sobre o altar
e ali te recordares que o teu irmão tem alguma coisa contra ti,
deixa lá a tua oferta diante do altar,
vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão e vem depois apresentar a tua oferta.
Reconcilia-te com o teu adversário,
enquanto vais com ele a caminho,
não seja caso que te entregue ao juiz,
o juiz ao guarda, e sejas metido na prisão.
Em verdade te digo:
Não sairás de lá, enquanto não pagares o último centavo».

Nesta primeira semana da Quaresma, o Senhor aperta a exigência para que a chegada à Páscoa seja, de facto, uma Ressurreição de toda a tua vida, do teu corpo, da tua mente, do teu coração e da tua alma. Neste Evangelho, Jesus leva-te ao limite da sua justiça, ou seja, convida-te abertamente para ressuscitares com Ele.

Se te irares contra o teu irmão, se insultares alguém… mas não só! Se te recordares que alguém tem queixas contra ti… para! Arrepia caminho antes de te aproximares da mesa do Senhor e vai primeiro resolver esses problemas, para te sentires em Paz e poderes apresentar-te diante do Senhor com as mãos limpas e o coração puro.

Talvez estranhes, nesta repetição do Evangelho, os termos que Jesus usa. É que Jesus não te quer um mais ou menos, não te quer um morno, ou seja, nem quente nem frio. O Senhor quer-te com um amor completo, que só podes receber com um coração completamente esvaziado de qualquer empecilho terreno e ansioso por esse seu Amor total.

Neste dia, pensa que depende de ti sentires a Felicidade Suprema e que para isso podes até ter que procurar um sacerdote para pedir o sacramento da reconciliação com Deus e com os irmãos. Este é o tempo favorável.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.