Sexta-feira da sétima semana do tempo pascal

Hoje é dia dois de junho, sexta-feira da sétima semana do tempo pascal.

Ao concluíres a tua semana,
agradece ao Senhor as bênçãos e as dificuldades
que encontraste nos teus dias.
E começa a tua oração
fazendo eco destas palavras do Salmo dezasseis:
«Bendirei ao Senhor porque me aconselha,
até de noite me inspira interiormente.
Tenho sempre o Senhor diante dos meus olhos;
com Ele a meu lado, jamais vacilarei.
Por isso, o meu coração se alegra
e a minha alma exulta
e até o meu corpo descansa tranquilo.» 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 21, 15-19] 

Quando Jesus Se manifestou aos seus discípulos
junto ao mar de Tiberíades,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro:
«Simão, filho de João, amas-Me tu mais do que estes?».
Ele respondeu-Lhe:
«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta os meus cordeiros».
Voltou a perguntar-lhe segunda vez:
«Simão, filho de João, tu amas-Me?».
Ele respondeu-Lhe:
«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas».
Perguntou-lhe pela terceira vez:
«Simão, filho de João, tu amas-Me?».
Pedro entristeceu-se
por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez se O amava
e respondeu-Lhe:
«Senhor, Tu sabes tudo, bem sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas.
Em verdade, em verdade te digo:
Quando eras mais novo,
tu mesmo te cingias e andavas por onde querias;
mas quando fores mais velho,
estenderás a mão e outro te cingirá
e te levará para onde não queres».
Jesus disse isto para indicar o género de morte
com que Pedro havia de dar glória a Deus.
Dito isto, acrescentou: «Segue-Me». 

 

Pontos de oração

Depois de ter ressuscitado, Jesus encontra-Se com os seus amigos. A refeição partilhada é sempre um sinal de profunda comunhão e intimidade. Jesus pergunta: «Pedro, tu amas-me?» Esta pergunta que o Mestre coloca ao discípulo é sobre o amor. Só o amor cura. Só o amor salva. E o amor de Jesus curou e salvou Pedro do remorso e do medo. 
E tu, amas Jesus?

O amor está no centro da missão. Só alicerçado no amor de Jesus, Pedro pode cuidar dos cordeiros e das ovelhas, dos mais frágeis e dos mais fortes. A força que sustenta a vida da comunidade não é a doutrina, mas o amor. Não um qualquer tipo de amor barato, mas o amor que dá a vida até ao fim. Foi assim que Jesus viveu e atuou. 

Ao ouvires de novo esta passagem, repara que Jesus diz a Pedro: «Segue-me». O Senhor não esconde as dificuldades no caminho daquele que decide acompanhá-Lo. Pedro morreu crucificado em Roma.

 

Colóquio final

Jesus pergunta sempre: Tu amas-me? Pede a Jesus a graça de saber amá-Lo nos pequenos gestos do dia a dia.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.