Sexta-feira da sétima semana do Tempo Pascal

Hoje é dia dezoito de maio, sexta-feira da sétima semana do Tempo Pascal.

A oração entrecruza-se com a repetição dos gestos e palavras,
com o sentimento de ausência de frutos e resultados,
com a fragilidade da presença do Espírito.
Hoje, começa a tua oração
com estes versos do poeta Daniel Faria:
«O que dói
é não poder apagar a tua ausência
e repetir dia após dia os mesmos gestos.
O que dói
é o teu nome que ficou como mendigo
descoberto em cada esquina dos meus versos.
O que dói
é tudo e mais aquilo que desteço
ao tecer para ti novos regressos».

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 21, 15-19] 

Quando Jesus Se manifestou aos seus discípulos
junto ao mar de Tiberíades,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro:
«Simão, filho de João, amas-Me tu mais do que estes?».
Ele respondeu-Lhe:
«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta os meus cordeiros».
Voltou a perguntar-lhe segunda vez:
«Simão, filho de João, tu amas-Me?».
Ele respondeu-Lhe:
«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas».
Perguntou-lhe pela terceira vez:
«Simão, filho de João, tu amas-Me?».
Pedro entristeceu-se
por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez se O amava
e respondeu-Lhe:
«Senhor, Tu sabes tudo, bem sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas.
Em verdade, em verdade te digo:
Quando eras mais novo,
tu mesmo te cingias e andavas por onde querias;
mas quando fores mais velho,
estenderás a mão e outro te cingirá
e te levará para onde não queres».
Jesus disse isto para indicar o género de morte
com que Pedro havia de dar glória a Deus.
Dito isto, acrescentou: «Segue-Me». 

 

No texto de hoje, Jesus pergunta a Simão se ele O ama. E como Simão diz que sim, Jesus dá-lhe uma missão: apascentar as suas ovelhas. 
Todos nós temos ovelhas para apascentar. Tu também. Quais serão as tuas? 

No fim do diálogo com Pedro, Jesus diz-lhe: «Segue-me». 
Com certeza que tu também queres seguir Jesus. Pensa numa coisa concreta em que queiras seguir Jesus. Na relação com uma pessoa, numa atitude que queiras desenvolver, numa tarefa que queiras desempenhar ou outro objetivo que queiras alcançar.

Ouve o Evangelho outra vez. Imagina Jesus à conversa com Pedro, à beira mar, depois de terem comido. 

 

Há pouco viste quem eram as tuas ovelhas. Agora debruça-te sobre a maneira de as apascentares. Como é que o tens feito? O que gostavas de melhorar? Talvez em relação a alguém em particular… Reza sobre isso. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.