Sexta-feira da terceira semana da Quaresma

Hoje é dia vinte e quatro de março, sexta-feira da terceira semana da Quaresma.

De Rachmaninov, estás a escutar Hymn to the Cherubim

Ao iniciares a tua oração,
não deixes de te perguntar sobre o sentido
do teu caminho espiritual. 
Oferece ao Senhor os momentos de paragem
nos quais ordenas o teu tempo,
os teus desejos e pensamentos.
E que esses momentos te ajudem a converter
todas as fontes de preocupação, egoísmo e violência
que te oprimem.
Começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 12, 28b-34] 

Aproximou-se de Jesus um escriba e perguntou-Lhe:
«Qual é o primeiro de todos os mandamentos?»
Jesus respondeu-lhe:
«O primeiro é este:
‘Escuta, Israel:
O Senhor, nosso Deus, é o único Senhor:
Amarás o Senhor teu Deus
com todo o teu coração, com toda a tua alma,
com todo o teu entendimento e com todas as tuas forças’.
O segundo é este:
‘Amarás o teu próximo como a ti mesmo’.
Não há nenhum mandamento maior que estes».
Disse-Lhe o escriba:
«Muito bem, Mestre! Tens razão quando dizes:
Deus é único e não há outro além d’Ele.
Amá-Lo com todo o coração,
com toda a inteligência e com todas as forças,
e amar o próximo como a si mesmo,
vale mais do que todos os holocaustos e sacrifícios».
Ao ver que o escriba dera uma resposta inteligente,
Jesus disse-lhe:
«Não estás longe do reino de Deus».
E ninguém mais se atrevia a interrogá-Lo. 

 

Pontos de oração

O primeiro mandamento ensina-nos, entusiasma-nos a amar a Deus em primeiro lugar, com toda a alma e todo o coração, com todo o entusiasmo. 
Amas assim o teu Senhor? Ele é sempre o primeiro na tua vida, nas tuas escolhas e opções?

O segundo mandamento, que brota do primeiro e o completa, é o do amor ao próximo. Não um amor qualquer, mas “amar o próximo como a ti mesmo”. Todo o bem que desejas para ti, deves desejar para o próximo e fazer tudo para que o tenha. 
Vives nesta dimensão de amor ao próximo? Dedicas-te a amar os mais pobres e desprotegidos?

Vais ouvir novamente o texto do Evangelho. Escuta-o com o coração simples e aberto à conversão, desejoso de amar mais e melhor.

 

Colóquio final

Pede a Jesus a graça de teres um coração ao jeito do d’Ele, para amar a Deus e ao próximo com audácia e alegria.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.