Sexta-feira da trigésima quarta semana do tempo comum

Hoje é dia um de dezembro, sexta-feira da trigésima quarta semana do tempo comum.

Cada dia traz consigo coisas novas, 
e também rotinas e repetições infindáveis. 
A oração pode parecer-te uma destas repetições sem sentido, 
uma rotina que nada acrescenta ao teu dia... 
ou pode ser uma fonte de novidade permanente
que enche de luz o teu quotidiano.
Confia a tua oração à eterna novidade de Deus. 
Ele não deixará de te surpreender, 
mesmo nas coisas mais pequenas e humildes. 
Disponível para as surpresas de Deus, começa a tua oração...

 

Escuta esta passagem do Livro de Daniel. [ Slm Dan 3, 75-76.77.78.79.80.81]

Montes e colinas, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre.
Plantas que germinam na terra, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre.
Mares e rios, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre.
Fontes, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre.
Monstros e animais marinhos, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre.
Aves do céu, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre.
Animais e rebanhos, bendizei o Senhor,
louvai-O e exaltai-O para sempre. 

 

Pontos de oração

Quando faltam poucas horas para terminar o ano litúrgico, a Igreja pede que te juntes ao seu grande “obrigado!” a Deus, ao lado de todas as criaturas: os montes, os mares, os monstros, as aves, os animais marinhos, os rios e rebanhos. Que bom é Deus, que nos cria, salva e ressuscita!

O Papa Francisco escreveu uma encíclica para ver a natureza como Deus a vê, e fez dez sugestões práticas para a respeitar: moderar o aquecimento, evitar o plástico e o papel, consumir menos água, separar resíduos, cozinhar o que razoavelmente se poderá comer, cuidar dos outros seres vivos, preferir transporte público ou partilhado, plantar árvores, apagar luzes desnecessárias, dar graças a Deus antes e depois das refeições. 

Pedes muito e louvas pouco? Na escritura e salmos vais encontrar uma insistência quase teimosa no louvor a Deus. É um alerta para reorientares a tua oração. Ouve de novo as palavras do livro de Daniel e anima-te a louvar a Deus com mais pulmão.

 

Colóquio final

Os encontros e desencontros, os cansaços e as dores de cabeça, as alegrias e as brincadeiras... as circunstâncias do teu dia são oportunidade para louvar o Senhor. Procura fazê-lo agora com generosidade de coração.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.