Sexta-feira da vigésima quarta semana do tempo comum

Hoje é dia vinte e dois de setembro, sexta-feira da vigésima quarta semana do tempo comum.

Estás a terminar mais uma semana. 
Certamente, foi uma semana cheia de acontecimentos que te fizeram crescer e te ajudaram a conhecer um pouco mais o amor de Deus por ti. 
Agora, onde quer que te encontres, liberta-te de tudo quanto possa reclamar-te nesta hora. Liberta-te da semana que passou e das preocupações deste dia. Mesmo que tudo isso seja bom e necessário, agora não é oportuno. Agora é o tempo que Deus escolheu para se encontrar contigo.
Acolhe o chamamento de Deus e começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 8, 1-3]

Jesus ia caminhando por cidades e aldeias,
a pregar e a anunciar a boa nova do reino de Deus.
Acompanhavam-No os Doze,
bem como algumas mulheres que tinham sido curadas
de espíritos malignos e de enfermidades.
Eram Maria, chamada Madalena,
de quem tinham saído sete demónios,
Joana, mulher de Cusa, administrador de Herodes,
Susana e muitas outras,
que serviam Jesus e os discípulos com os seus bens. 

 

Pontos de oração

O Evangelho, hoje, desce a alguns pormenores: Maria Madalena, Susana, Joana têm direito a ser referidas pelo nome próprio. De uma sabemos que "tinham saído sete demónios"; de outra, que era "mulher de Cusa, administrador de Herodes". São pormenores que ajudam a perceber o enraizamento histórico do Evangelho. 

Imagina como seriam essas pessoas que acompanhavam Jesus na sua missão. Assim como aqueles que te rodeiam, também aquelas pessoas tinham o seu caráter, os seus gostos, os seus talentos e os seus defeitos. Com certeza, alguma delas seria parecida contigo: já pensaste nisso? 

Enquanto ouves de novo o Evangelho, põe-te entre os Doze e as mulheres e imagina: Quantas pessoas seriam ao todo? Como se organizavam? O que faziam?

 

Colóquio final

Prestes a terminar, pede ao Senhor que te ajude a perceber como anunciar o reino de Deus, aí onde vives, àqueles com quem convives.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.