Sexta-feira, festa litúrgica da Sagrada Família

Hoje é dia trinta de dezembro, sexta-feira, festa litúrgica da Sagrada Família de Jesus, Maria e José. 

De Aryeh Frankfurter e Lisa Lynne estás a escutar A Fond Wish

A família é um lugar privilegiado para a manifestação do Amor de Deus. Pode acontecer que alguma coisa na tua família não esteja muito bem, ou então pode ser que tudo esteja a correr como desejas. Seja qual for o caso, recorda-te agora de cada membro da tua família e pede por cada um deles: são para ti o rosto do Senhor. São o próximo que Deus pede que sirvas e que ames; neles o Senhor faz-Se presente para ti. Confia a tua família a Deus. 
Assim, vale a pena começares a tua oração.  

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 2, 13-15.19-23]

Depois de os Magos partirem,
o Anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse-lhe: 
«Levanta-te, toma o Menino e sua Mãe e foge para o Egito
e  fica lá até que eu te diga,
pois Herodes vai procurar o Menino para O matar».
José levantou-se de noite,
tomou o Menino e sua Mãe e partiu para o Egito
e  ficou lá até à morte de Herodes.
Assim se cumpriu o que o Senhor anunciara pelo Profeta: 
«Do Egito chamei o meu   filho».
Quando Herodes morreu,
o Anjo apareceu em sonhos a José, no Egito, e disse-lhe: 
«Levanta-te, toma o Menino e sua Mãe
e vai para a terra de Israel,
pois aqueles que atentavam contra a vida do Menino já morreram».
José levantou-se, tomou o Menino e sua Mãe
e voltou para a terra de Israel.
Mas, quando ouviu dizer que Arquelau reinava na Judeia, 
em lugar de seu pai, Herodes,
teve receio de ir para lá.
E, avisado em sonhos, retirou-se para a região da Galileia
e foi morar numa cidade chamada Nazaré.
Assim se cumpriu o que fora anunciado pelos Profetas: 
«Há-de chamar-Se Nazareno».

 

Pontos de oração

Através do sonho, José encontra-se com uma recomendação e um pedido vindos de Deus. É notável como tanto em sonhos ou na dura realidade da sua vida, José é um homem justo e obediente.

“Levantou-se e tomou o menino”. Levantar-se e tomar o menino é o gesto de maior desinstalação. Sempre em estado de partida, José e Maria vivem uma experiência concreta e dura como peregrinos. Nenhuma terra é segura para eles. Vivem na ameaça constante e, no entanto, esta família é sagrada porque sabe em quem colocou a sua esperança. Em Deus.

Volta a ouvir este Evangelho e procura seguir os gestos concretos de José.

 

Colóquio final

Termina a tua oração conversando com o Senhor sobre o que mais te impressiona em São José. Pede-Lhe que te ensine a sua disponibilidade e confiança.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.