Sexta-feira, memória litúrgica de Santa Marta

Hoje é dia vinte e nove de julho, sexta-feira, memória litúrgica de Santa Marta. 

Quem ama fica vulnerável, fica mais exposto ao sofrimento porque se despe de todas as carapaças. 
Para não sofreres, não podes amar. Não é o sofrimento que te impede de amar nem de viver uma vida intensa e abundante. A apatia, o desinteresse, o egoísmo... são estas coisas que fazem da tua vida um lugar morno. 
O Amor inunda-te de vida, o Amor é a vida! Por isso quando alguém ama, isso vê-se!
Pede ao Senhor que encha a tua vida com a sua vida. Assim, vale apena começares a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 10, 38-42]

Jesus entrou em certa povoação
e uma mulher chamada Marta recebeu-O em sua casa. 
Ela tinha uma irmã chamada Maria,
que, sentada aos pés de Jesus,
ouvia a sua palavra.
Entretanto, Marta atarefava-se com muito serviço. 
Interveio então e disse:
«Senhor, não Te importas
que minha irmã me deixe sozinha a servir?
Diz-lhe que venha ajudar-me».
O Senhor respondeu-lhe:
«Marta, Marta,
andas inquieta e preocupada com muitas coisas, 
quando uma só é necessária.
Maria escolheu a melhor parte,
que não lhe será tirada».

 

Pontos de oração

Jesus alertou Marta sobre o que é mais importante mas não lhe pediu que deixasse o seu sentido prático e de serviço. 
Tu deves cuidar a tua oração como uma prioridade da tua vida. E não te esqueças: são as obras de serviço e entrega aos outros a "prova dos nove" de que na tua oração encontras o Senhor.

A oração não é ficar calado e fechado em si próprio: é aproximares-te do Senhor para O ouvir e Lhe falar. Também as obras válidas não podem ser só ativismo e agitação, são o fruto ponderado de teres posto o dever e o bem dos outros à frente das tuas preferências.

Quando sentires a tensão entre os deveres para com Deus e os deveres para com os outros, faz a pergunta de Marta, e ouvirás que há uma melhor parte que é para não desperdiçar.

 

Colóquio final

Jesus garante-te que quem acredita n’Ele viverá. Põe o teu coração em Deus e verás que cada hora se enche de mais paz, e de mais desejos de fazer o bem.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.