Sexta-feira, memória litúrgica de São Francisco de Assis

Hoje é dia quatro de outubro, sexta-feira, memória litúrgica de São Francisco de Assis.

A oração é caminho de felicidade porque abre o teu coração a Deus e àqueles que te rodeiam. Hoje, memória de São Francisco de Assis, deixa-te sensibilizar pelo seu exemplo de amor a Cristo e ao seu Evangelho, que Francisco encontrava nos pobres e em todas as criaturas. Procura treinar-te neste modo de ver tão exigente porque tão divino. Pede ao Senhor que te ensine este olhar simples e profundo... E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Livro do Profeta Baruc. [L1 Bar 1, 15-22]

Ao Senhor, nosso Deus, pertence a justiça e a nós a vergonha que sentimos no rosto, como sucede neste dia ao homem de Judá e aos habitantes de Jerusalém, aos nossos reis, aos nossos chefes, aos nossos sacerdotes, aos nossos profetas e aos nossos pais, porque pecámos contra o Senhor. Não obedecemos ao Senhor nosso Deus, não ouvimos a sua voz, nem seguimos os mandamentos que Ele nos deu. Desde o dia em que o Senhor fez sair os nossos pais da terra do Egito até este dia, fomos rebeldes ao Senhor, nosso Deus, e procedemos levianamente, não querendo escutar a sua voz. Por isso, como vemos hoje, caíram sobre nós as desgraças e maldições que o Senhor predissera pela boca do seu servo Moisés, no dia em que fez sair os nossos pais da terra do Egito, para nos dar uma terra onde corre leite e mel. Não ouvimos a voz do Senhor, nosso Deus, apesar das palavras dos Profetas que Ele nos enviou; mas cada um de nós seguiu as inclinações do seu coração, servindo deuses falsos e praticando o que é mal aos olhos do Senhor, nosso Deus.

O profeta Baruc fala do povo de Judá, um povo em que cada um seguiu as inclinações do seu coração, praticando o que é mal. Às vezes, não fazes o mesmo? Com certeza que é só às vezes. E até talvez seja mais por pecados de omissão do que por pecados de maldade.

As más inclinações do nosso coração podem levar-nos para pecados de omissão. Pecados de voltarmos a cara para o lado, pecados de comodismo, pecados de não confrontarmos as pessoas, pecados de abafarmos a nossa voz interior e outros pecados. Por que não falas com Jesus sobre isso?

Ouve o texto outra vez. Imagina Baruc, o autor do texto, a dizer que àquele povo pertence a vergonha porque pecou contra o Senhor.

No fim da oração de hoje expressa a Deus Criador a tua vontade de não te deixares levar pelas más inclinações do teu coração e o teu desejo de moldares o teu coração segundo a sua vontade. Talvez precises de ser um pouco mais assertivo, talvez um pouco menos saliente, talvez precises de dar mais espaço aos outros nas tuas conversas... Fala com Deus sobre a má inclinação que Ele te convida a melhorar. Ou sobre a boa inclinação que Ele te convida a potenciar.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.