Sexta-feira, memória litúrgica de São Timóteo e São Tito

Hoje é dia vinte e seis de janeiro, sexta-feira, memória litúrgica de São Timóteo e São Tito.

Poderemos viver sem a experiência da amizade?
Ela é alimento num longo caminho,
calor nas dificuldades e desânimos,
suporte na partilha e na verdade.
Também a vida cristã se tece com os fios da amizade,
como bem experimentou Paulo com Timóteo e Tito. 
Na tua oração, abre-te à presença daqueles que te são próximos
e oferece o teu tempo e as tuas palavras pelas suas intenções
e pelas intenções da Igreja.
Começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 4, 26-34] 

Disse Jesus à multidão:
«O reino de Deus é como um homem
que lançou a semente à terra.
Dorme e levanta-se, noite e dia,
enquanto a semente germina e cresce, sem ele saber como.
A terra produz por si, primeiro a planta, depois a espiga,
por fim o trigo maduro na espiga.
E quando o trigo o permite, logo se mete a foice,
porque já chegou o tempo da colheita».
Jesus dizia ainda:
«A que havemos de comparar o reino de Deus?
Em que parábola o havemos de apresentar?
É como um grão de mostarda, que, ao ser semeado na terra,
é a menor de todas as sementes que há sobre a terra;
mas, depois de semeado, começa a crescer
e torna-se a maior de todas as plantas da horta,
estendendo de tal forma os seus ramos
que as aves do céu podem abrigar-se à sua sombra».
Jesus pregava-lhes a palavra de Deus
com muitas parábolas como estas,
conforme eram capazes de entender.
E não lhes falava senão em parábolas;
mas, em particular, tudo explicava aos seus discípulos. 

 

Pontos de oração

Jesus usa histórias simples, relacionadas com o quotidiano dos que O rodeiam, para lhes falar dos mistérios de seu Pai.
O Senhor procura encurtar distâncias, dando nota da proximidade do Pai e do seu amor transformador. Sentes esta proximidade?

A lógica do amor de Deus é-te novamente revelada, transparecendo o quanto é contrária à lógica que hoje predomina no mundo. É da semente mais pequena que nasce a maior de todas as plantas. A tua salvação não está no muito ter, nem nas tuas muitas capacidades, mas na forma como amas e te colocas ao serviço do mundo que habitas. Vives com esta consciência?

Ao escutares de novo as palavras que Jesus te dirige, deixa-te envolver pelo mistério que procuram revelar. 

 

Colóquio final

Pede ao Senhor a graça de entregares a tua vida em todas as pequenas coisas que fazes, pois é precisamente aí que a vida se vai decidindo. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.