Sexta-feira, memória litúrgica dos mártires André Kim Tae-Gon, Paulo Chong Ha-Sang e seus companheiros de martírio

Hoje é dia vinte de setembro, sexta-feira, memória litúrgica dos mártires André Kim Tae-Gon, Paulo Chong Ha-Sang e seus companheiros de martírio.

O martírio tem sido uma constante na história dos cristãos. Hoje é quase um acontecimento quotidiano. E mesmo em países onde a liberdade religiosa é legalmente respeitada, são cada vez mais as formas, legais e não legais, de discriminar quem promove publicamente valores essenciais do ser cristão. Neste dia em que a Igreja faz memória de um grande número de mártires cristãos na Coreia do século XIX, traz à tua oração os cristãos de hoje, perseguidos, maltratados e mortos por causa da sua fé. E reza também por quantos se dedicam a aliviar os seus sofrimentos, de modo particular os voluntários da Ajuda à Igreja que Sofre.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 8, 1-3]

Jesus ia caminhando por cidades e aldeias, a pregar e a anunciar a boa nova do reino de Deus. Acompanhavam-No os Doze, bem como algumas mulheres que tinham sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades. Eram Maria, chamada Madalena, de quem tinham saído sete demónios, Joana, mulher de Cusa, administrador de Herodes, Susana e muitas outras, que serviam Jesus e os discípulos com os seus bens.

Jesus é seguido por pessoas tocadas pela sua palavra. Algumas chamou de uma vida de pecado, outras curou de doenças e de toda a espécie de mal. Jesus também passa na tua vida, para te chamar à conversão, para te libertar de tudo aquilo que te escraviza e torna infeliz. Queres ser curado? Basta pedires-lhe, que Ele está atento a todas as tuas súplicas.

Jesus expulsa tudo o que te impede de O seguires. Perante a sua graça, a sua delicadeza, a sua misericórdia, só podes colocar tudo o que és e tudo o que tens ao seu serviço, ao serviço do Evangelho. Ele dá-te a coragem e a força de O amares, para não te cansares de O seguir.

Escuta novamente o Evangelho e pede com confiança que a tua vida possa ser uma manifestação de agradecimento pelo amor que Jesus te dedica.

Termina a tua oração agradecendo ao Senhor a graça do seu amor que te leva a segui-Lo mais e melhor. E pede pelos teus irmãos que sofrem a perseguição por se chamarem cristãos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.