Solenidade da ascensão do Senhor

Hoje a Igreja celebra a solenidade da ascensão do Senhor.

De George Friedrich Händel, estás a escutar Zadok The Priest.

A solenidade da ascensão do Senhor
permite vislumbrar o que a tua humanidade está chamada a ser. 
Não és para a morte, 
mas para passar pela morte. 
Não és para a corrupção do túmulo, 
mas para a renovação da vida. 
Não estás a viver o princípio do fim, 
mas o fim do princípio. 
O Senhor Jesus vai adiante de ti, 
mas leva-te consigo. 
Agradece... e começa assim a tua oração.

 

Neste Domingo em que celebramos a Festa da Ascensão, reza com toda a Igreja um salmo de louvor a Deus:
 
[Sl 46 (47), 2-3.6-7.8-9]
Povos todos, batei palmas,
aclamai a Deus com brados de alegria,
porque o Senhor, o Altíssimo, é terrível,
o Rei soberano de toda a terra. 

Deus subiu entre aclamações,
o Senhor subiu ao som da trombeta.
Cantai hinos a Deus, cantai,
cantai hinos ao nosso Rei, cantai. 

Deus é Rei do universo:
cantai os hinos mais belos.
Deus reina sobre os povos,
Deus está sentado no seu trono sagrado.

 

Pontos de oração

Deixa ecoar dentro de ti estas palavras: 
•    Povos todos, batei palmas, aclamai a Deus com brados de alegria
•    Cantai hinos a Deus, cantai
•    Deus é Rei do universo, cantai os hinos mais belos
•    Deus reina sobre os povos

Antes de ser elevado ao Céu, Jesus pediu aos Apóstolos que não se afastassem de Jerusalém até receberem o Espírito Santo. Jerusalém era para eles o lugar da cruz e da entrega de Jesus. 
Jesus também te pede que permaneças fiel nas dificuldades e esperes a consolação e a sabedoria trazida pelo Espírito Santo. 

Ouve de novo o Salmo e deixa que a alegria pela Ressurreição do Senhor te encha de forças para anunciar que Ele reina sobre os povos. Que esta alegria te faça testemunha de Cristo onde quer que estejas, onde a vida te levar. 

Pede a Jesus que te encha com a força do Espírito Santo. Que não te deixe ficar “a olhar para o céu”, pois Ele espera-te na terra, junto dos teus irmãos, que precisam do teu testemunho e da tua entrega.

 

Colóquio final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.