Solenidade da Ascensão do Senhor

Hoje, a Igreja celebra a solenidade da Ascensão do Senhor. 

Na celebração da Ascensão do Senhor,
coloca o teu coração, a tua mente e o teu corpo
em sintonia com o movimento do Espírito:
Ele não te afasta dos irmãos, mas a eles te envia;
Ele não te afasta do sofrimento, mas leva-te a atravessá-lo;
Ele não te liberta do medo, mas ensina-te a esperança.
Em pleno Tempo Pascal, junta-te à comunidade dos irmãos
e eleva a tua oração e o teu canto.

 

Vais ouvir um salmo de louvor à majestade de Deus. Um salmo que exorta as pessoas a cantarem ao Senhor Deus. 

[Salmo 46 (47), 2-3.6-7.8-9]
Povos todos, batei palmas,
aclamai a Deus com brados de alegria,
porque o Senhor, o Altíssimo, é terrível,
o Rei soberano de toda a terra.

Deus subiu entre aclamações,
o Senhor subiu ao som da trombeta.
Cantai hinos a Deus, cantai,
cantai hinos ao nosso Rei, cantai.

Deus é Rei do universo:
cantai os hinos mais belos.
Deus reina sobre os povos,
Deus está sentado no seu trono sagrado. 

 

Há duas ideias que o salmo repete: que Deus reina no seu trono e que é preciso cantar-Lhe.
Agora deixa o teu coração contemplar e cantar a majestade de Deus.

O salmo também incita as pessoas a aclamar a Deus com brados de alegria. 
Tu estás alegre com Deus por alguma coisa em especial? Ou em geral? Pensa nisso. Aclama Deus com brados interiores de alegria.

Ao ouvires o salmo outra vez, acompanha o salmista, calmamente, ritmadamente, na sua exposição do lugar de Deus no Universo. 

 

No fim da oração de hoje, busca dentro de ti uma admiração profunda pelo nosso Deus e canta-Lhe interiormente. 

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.