Solenidade da Santíssima Trindade

Hoje, a Igreja celebra a solenidade da Santíssima Trindade. 

Como exprimir por palavras
os mistérios do cosmos e do universo?
Como resumir numa frase ou numa expressão
os mistérios da alma humana,
dos seus medos, desejos e esperanças?
Como dar corpo, forma e arte
ao mistério das relações que construímos,
ao crescimento de uma criança, 
à experiência da Graça?
Hoje, a Igreja celebra
o mistério de um Deus que é Amor:
prepara o teu coração
e une-te à sua dança.

 

Vais escutar o cântico de louvor e de bênção dos três jovens lançados na fornalha ardente, por ordem de Nabucodonosor, por não quererem renegar a sua fé. É um testemunho de fortaleza e alegria no meio das maiores adversidades.

Dan 3, 52-56
Bendito sejais, Senhor, Deus dos nossos pais:
digno de louvor e de glória para sempre.
Bendito o vosso nome glorioso e santo:
digno de louvor e de glória para sempre.

Bendito sejais no templo santo da vossa glória:
digno de louvor e de glória para sempre.
Bendito sejais no trono da vossa realeza:
digno de louvor e de glória para sempre.

Bendito sejais, Vós que sondais os abismos
e estais sentado sobre os Querubins:
digno de louvor e de glória para sempre.
Bendito sejais no firmamento do céu:
digno de louvor e de glória para sempre. 

 

Pontos de oração

Mesmo na ameaça do martírio e da calúnia, que o teu coração se habitue a repetir: confio em Deus, digno de louvor e glória para sempre. Repete agora, tranquilamente.

Lembra-te que vivemos tempos de perseguição e de violência contra os cristãos. Reza por eles: refugiados, torturados, abusados, homens, mulheres e crianças sem lugar neste mundo. 
Que podes fazer? 

Escuta de novo o cântico e vai repetindo: confio e bendigo. Junta-te a Jesus na Cruz, entregando-Se ao Pai por amor de todos, até perdoando os inimigos.

Termina esta oração fazendo um ato de fé na Santíssima Trindade que hoje celebramos, como quem deseja e se quer comprometer a viver na presença do Pai Criador, do Filho Salvador e do Espírito Consolador. 

 

Oração final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.