Solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos. 

Hoje é dia vinte e nove de junho, solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos. 

Hoje, a Igreja celebra a solenidade de São Pedro e São Paulo,
que a tradição reconhece como mártires na cidade de Roma.
Neles se encontra o dinamismo missionário da Igreja,
a urgência de anunciar o mistério de Jesus
como a boa notícia de uma Humanidade salva
na graça e na esperança.
Hoje, considera a tua vocação
no Espírito do Ressuscitado:
instalas-te a guardar o sepulcro vazio
das mortes, seguranças e fronteiras da história?
Ou partes a anunciar, com os discípulos,
o Evangelho de um mundo aberto
ao novo, ao inesperado e ao diverso? 

 

Escuta esta passagem da segunda epístola de Paulo a Timóteo. [L2 2 Tim 4, 6-8.17-18] 

Caríssimo:
Eu já estou oferecido em libação
e o tempo da minha partida está iminente.
Combati o bom combate,
terminei a minha carreira,
guardei a fé.
E agora já me está preparada a coroa da justiça,
que o Senhor, justo juiz, me há de dar naquele dia;
e não só a mim, mas a todos aqueles
que tiverem esperado com amor a sua vinda.
O Senhor esteve a meu lado e deu-me força,
para que, por meu intermédio,
a mensagem do Evangelho fosse plenamente proclamada
e todos os pagãos a ouvissem;
e eu fui libertado da boca do leão.
O Senhor me livrará de todo o mal
e me dará a salvação no seu reino celeste.
Glória a Ele pelos séculos dos séculos. Ámen. 

 

Pontos de oração

Hoje celebra-se a vida de dois pilares da Igreja, São Pedro e São Paulo, dois apóstolos muito diferentes entre si, mas igualmente comprometidos com Cristo. 
Como levas aos outros o tesouro que é conhecer Jesus? Como gostarias de, no fim, olhar para trás, para a tua vida?

As palavras de São Paulo que ouviste foram escritas provavelmente na prisão, no final da sua vida. São palavras que transmitem a paz e a convicção de quem fez tudo o que estava ao seu alcance para dar a conhecer Jesus. 
E tu? Quais são os teus sentimentos relativamente ao testemunho que dás de Cristo? 

As palavras de São Paulo a Timóteo, além de despedida, são um incentivo para que o seu discípulo viva com o mesmo compromisso e a mesma alegria na missão de transmitir a Boa Nova de Jesus a quem não O conhece. 
Não esqueças que também és discípulo de Paulo! 

 

Colóquio final

Acaba a tua oração pedindo ao Senhor que esteja ao teu lado e te dê força para que a felicidade de O conhecer chegue a muita gente, por meio de ti! 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.