Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

Hoje é dia quinze de junho, solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo. 

O corpo move-nos para a comunhão:
assim foi a vida de Jesus, corpo dado e entregue
sem nada reservar para Si,
como alimento, fermento e sal de esperança.
Hoje, começa a tua oração
com as seguintes palavras de uma oração eucarística
do primeiro século da era cristã: 
«Nós te damos graças, ó Pai, 
pela vida e pelo conhecimento
que nos revelaste por Jesus, teu Filho. 
Tal como este pão que partimos, 
trigo outrora disseminado sobre as colinas, 
foi colhido para ser um só, 
assim a tua Igreja seja reunida
das extremidades da Terra para o teu Reino!»

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 6, 51-58] 

Disse Jesus à multidão:
«Eu sou o pão vivo descido do Céu.
Quem comer deste pão viverá eternamente.
E o pão que Eu hei de dar é a minha carne,
que Eu darei pela vida do mundo».
Os judeus discutiam entre si:
«Como pode Ele dar-nos a sua carne a comer?».
Jesus disse-lhes:
«Em verdade, em verdade vos digo:
Se não comerdes a carne do Filho do homem
e não beberdes o seu Sangue,
não tereis a vida em vós.
Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna;
e Eu o ressuscitarei no último dia.
A minha carne é verdadeira comida
e o meu sangue é verdadeira bebida.
Quem come a minha carne e bebe o meu sangue
permanece em mim e Eu nele.
Assim como o Pai, que vive, Me enviou, e Eu vivo pelo Pai,
também aquele que Me come viverá por Mim.
Este é o pão que desceu do Céu;
não é como aquele que os vossos pais comeram, e morreram;
quem comer deste pão viverá eternamente». 

 

Pontos de oração

«Como pode Ele dar-nos a sua carne a comer?». Parece estranho. Também nós fazemos essa pergunta. E estando com Ele, como estavam os discípulos no seu tempo, ainda mais estranho pareceria. Mas nós sabemos, hoje, que o Corpo não é a parte material: são as nossas relações que nos dão corpo.

O Corpo de Cristo é o seu modo de estar, amando, entregando-Se por ti. É isso que te alimenta; e é isso que recebes na eucaristia. 
O que é que pensas e recebes quando comungas?

Voltando ao chamado discurso do pão da vida, pensa em Cristo como o nosso pão e agradece. É Cristo ressuscitado que nos alimenta com a sua palavra e a sua graça.

 

Colóquio final

Conclui a tua oração tomando consciência de que Cristo é o Pão vivo que vem do Céu, como o nosso pão de cada dia. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.