Solenidade litúrgica de São José, Esposo da Virgem Santa Maria

Hoje é dia dezanove de março, solenidade litúrgica de São José, Esposo da Virgem Santa Maria.

Abrindo-se à vida que não lhe pertence,
ao sonho que lhe fala, ao dom que o ultrapassa,
José inscreve o seu nome na Promessa
e pelas suas mãos nos entrega o Messias.
A história abre a sua roda, liberta que fica
das prisões do fatalismo e da lei,
que apenas conhece a linguagem do repúdio.
Hoje, confia a tua oração a José, o Esposo da Virgem:
e que o Senhor te revele os seus desígnios,
ainda que sejam diferentes do que esperas ou projetas.

 

Escuta esta passagem da Epístola de São Paulo aos Romanos. [L2 Rom 4, 13.16-18.22]

Não foi por meio da Lei,
mas pela justiça da fé,
que se fez a Abraão ou à sua descendência
a promessa de que receberia o mundo como herança.
Portanto, a herança vem pela fé,
para que seja dom gratuito de Deus
e a promessa seja válida para toda a descendência,
não só para a descendência segundo a Lei,
mas também para a descendência segundo a fé de Abraão.
Ele é o pai de todos nós, como está escrito:
«Fiz de ti o pai de muitos povos».
Ele é o nosso pai diante d’Aquele em quem acreditou,
o Deus que dá vida aos mortos e chama à existência o que não existe.
Esperando contra toda a esperança,
Abraão acreditou,
tornando-se pai de muitos povos,
como lhe tinha sido dito:
«Assim será a tua descendência».
Por este motivo é que isto «lhe foi atribuído como justiça». 

 

A relação com Deus, a pertença ao seu povo não se recebe como uma herança assente no mérito do cumprimento da lei. A fé é um dom gratuito que pede uma resposta livre e gratuita. 

Como Abraão, José confia na promessa de Deus e por isso vê mais longe: acolhe a vida como bênção e como dom. Esperar contra toda a esperança é confiar na ação de Deus, é confiar no seu poder capaz de gerar vida e salvação onde menos se espera. 

No texto de Paulo que vais voltar a ouvir transparece a abundante generosidade de Deus: dá vida, assegura incontável descendência, dá o mundo como herança. 

Dá graças a Deus pela santidade de José e pede a graça de confiares na promessa de vida que Deus te faz em cada dia. 

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.