Terça-feira da II semana da Quaresma

Hoje é dia vinte e três de fevereiro, terça-feira da segunda semana da quaresma.

 

De Aryeh Frankfurter e Lisa Lynne, estás a escutar Roundelay.

Rezar não é fazer um seguro de vida, com apólice e garantias. 
Rezar é deixar as próprias seguranças e confiar. 
Confiar em Deus, 
na sua palavra e na sua bondade. 
Esta confiança não acontece por acaso nem se improvisa. 
Vai-se trabalhando, 
cada dia, todos os dias, um pouco de cada vez. 
Hoje também. 
Pede ao Senhor a graça da confiança... e começa assim a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 23, 1-12]

Jesus falou à multidão e aos discípulos, dizendo:
«Na cadeira de Moisés sentaram-se os escribas e os fariseus.
Fazei e observai tudo quanto vos disserem,
mas não imiteis as suas obras,
porque eles dizem e não fazem.
Atam fardos pesados e põem-nos aos ombros dos homens,
mas eles nem com o dedo os querem mover.
Tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens:
alargam as filactérias e ampliam as borlas;
gostam do primeiro lugar nos banquetes
e dos primeiros assentos nas sinagogas,
das saudações nas praças públicas
e que os tratem por ‘Mestres’.
Vós, porém, não vos deixeis tratar por ‘Mestres’,
porque um só é o vosso Mestre e vós sois todos irmãos.
Na terra não chameis a ninguém vosso ‘Pai’,
porque um só é o vosso pai, o Pai celeste.
Nem vos deixeis tratar por ‘Doutores’,
porque um só é o vosso doutor, o Messias.
Aquele que for o maior entre vós será o vosso servo.
Quem se exalta será humilhado
e quem se humilha será exaltado». 

 

Pontos de oração

O ser humano cria-se a si mesmo. Esta é uma crença atual. Enchendo-se de títulos e estatutos, a pessoa aparenta ser mais bonita. Mas nenhum título ou estatuto te dá o amor que vem de Deus. Como no batismo, deixa que o Senhor te diga efatá, abre-te. Pede-lhe que te liberte de tudo o que não te deixa escutar a sua palavra. 

O maior é aquele que serve. 
A consciência humilde de tudo o que nos é dado faz brotar em nós o desejo de dar gratuitamente. Pede a Jesus que te ensine a servir: em casa ou na rua, no trabalho ou no estudo. Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença.  

Escuta outra vez o evangelho de Mateus e experimenta o apelo de Jesus a viver de acordo com a vida verdadeira recebida no batismo, sem disfarces.  

 

Colóquio final

No final deste tempo de encontro com o Senhor, recorda todas as pessoas que são para ti exemplo de serviço e pronuncia os seus nomes diante de Deus. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.